>
NOVOS ARTIGOS ABAIXO
LENDO

CV entra na disputa pelo Jardim Miriambi em São Gonçalo

Jardim Miriambi sofreu com guerras entre facções, onde os traficantes do Terceiro Comando Puro da Favela da Alma e 590, investiram pesado para tomar também o Jardim Miriambi.

Entraram, botaram o ADA para correr e ficaram por dias comandando a comunidade, onde sempre ao anoitecer, apareciam bandidos do ADA para tentar expulsar os rivais.

Por algum motivo o TCP saiu da comunidade e retornou para a Favela da Alma.

Mas os traficantes do ADA não conseguiram comemorar a retomada, e agora sofrem invasões do Comando Vermelho, com apoio do perigoso Complexo do Salgueiro (CV).

A invasão contou com alguns crias que optaram por entrar no CV, e guiaram os comparsas dentro das ruas do Jardim Miriambi.


Em São Gonçalo as quadrilhas do Comando Vermelho está virando uma potência, onde conseguem arrecadar muito dinheiro e fuzil, ficando cada vez mais fácil entrar em territórios rivais.

Principalmente os grupos que são organizados pelo traficante Levi do Bumba, o principal homem das invasões do CV em São Gonçalo.


Existem outros grupos com a mesma periculosidade. Esses patrocinados principalmente pelo Complexo do Salgueiro, o QG do CV na região.

Agora vão rivalizar a região com os novos grupos que o Terceiro Comando Puro está formando em São Gonçalo. Grupos que são fortalecidos principalmente pelo Complexo da Maré (TCP) por intermédio do traficante TH, um dos líderes da Maré.

Só resta aguardar o desfecho das invasões no Jd. Miriambi.


Traficantes atiram em Policial no Complexo da Penha

De acordo com informações repassadas. As operações para encontrar os suspeitos de participar do estupro coletivo no Morro São José Operário, a Barão (CV), na Praça Seca, ganharam desdobramentos para o Complexo da Penha.

Tudo leva a crer que os traficantes do grupo do Da Russa, o Bonde do Lobo Mau, fugiram em direção ao conjunto de favelas da Penha (CV), onde já usavam o território para organizar as invasões para entrar no Morro do Juramento (ADA) em Vicente de Carvalho.

Um policial foi baleado nessa ação, mas já foi socorrido e encaminhado para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha.

O quê já estava difícil para o CV, agora pode piorar.

Foto: www.facebook.com/paznoriosempre/

Perderam o controle do Morro do Jorge Turco (ADA) em Rocha Miranda, onde também tinha participações dos traficantes da Praça Seca, ligados ao "bonde do Marreta".

Se já estava difícil expulsar de vez os traficantes da facção Amigos dos Amigos (ADA), trocando tiros semanalmente, subindo e descendo a comunidade. Agora estão preocupados em se esconder, fugir das operações e não cair por conta do caso do "estupro coletivo".

E tudo isso pode piorar se capturarem o traficante Da Russa ou Lobo Mau, o cabeça dessa organização do "Bonde do Marreta", e manda chuva na Praça Seca e Cachoeira Grande (CV) no Complexo do Lins, na zona norte.

Contudo, as operações na Praça Seca tem tudo para continuar, e continuará a tirar sono dos traficantes da Barão.

Por enquanto as guerras devem cessar, trazendo um pouco de #Paz, principalmente para os moradores do Jorge Turco, que não aguentam mais a sessão de violência que estava acontecendo na sua comunidade.

Vamos aguardar.

Traficantes atiram em Policial no Morro do São João

Traficantes atacaram policiais da Unidade de Pacificadora (UPP) no Morro do São João (CV) no Engenho Novo, na zona norte do Rio de Janeiro.

Os policiais estavam realizando uma Blitz nos acessos da comunidade, quando bateram de frente com um grupo de traficantes, que atacaram a guarnição.

O policial foi encaminhado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas ele não corre risco de morrer.

Essa ação correu no 18h30 do último domingo.

Quando realizaram buscas dentro do Morro São João (CV) para procurar os traficantes que furaram o bloqueio, apenas encontraram o carro usado pelos bandidos.

O carro estava largado na localidade conhecida como "Biquinha", mas os traficantes não fora localizados.


Policia Recupera Carros e Apreende Drogas no Morro da Barão

Ainda por causa do estupro coletivo de uma menor de idade. Policiais de diversos batalhões realizaram uma operação no Morro São José Operário, a Barão (CV), na Praça Seca, zona oeste do Rio de Janeiro.

A policia entrou na comunidade sem muita resistência.

Recuperou veículos com situação de "roubado", e apreenderam papelotes de cocaína e trouxinhas de maconha.

O bicho pegou quando chegaram em um certo ponto da comunidade. Os traficantes começaram aplicar tiros pra cima da guarnição, onde provavelmente estavam escondido em área de mata, que geralmente é a rota de fuga do grupo do Lobo Mau.

Pelo visto o foco continuará em cima do tráfico da Praça Seca, podendo ter outros desdobramentos, como a prisão de traficantes do grupo do Marreta.

foto: PMERJ

Essa ação pode refletir nos avanços do Comando Vermelho na zona norte, onde miram entrar no Morro do Chaves (ADA) em Barros Filho, na zona norte.

Ontem os traficantes do Chapadão (CV) aplicaram tiros em direção dos traficantes localizados no B13 (ADA) e Terra Nostra (ADA), uma área que está sofrendo constantemente com os confrontos nas divisas.

Houve uma grande movimentação na favela da Proença Rosa (CV), também em Barros Filho. Moradores relataram que aconteceu um entra e sai de bandidos armados. Parecendo que iriam invadir alguma favela.

Sabemos que o alvo é retomar o Morro do Chaves (ADA), mas como é um território praticamente colado com Morro da Pedreira (ADA) o Quartel General dos rivais. Se caso acontecer essa invasão premeditada, vai tirar o sono de muitos moradores, pois com toda certeza os traficantes revidaram com força os rivais do CV.

Enquanto todos os olhos estão voltados para Barão (CV) e o caso do estupro coletivo de uma menor, os traficantes procuram entrar em territórios rivais na zona norte.

Se dará certo, não sabemos. Só o tempo irá dizer!

Vamos aguardar.

Os audios da jovem estuprada no Morro da Barão na Praça Seca

Esse caso ganhou a repercussão Internacional, com a ONU querendo intervir nesse dito "Estupro Coletivo" que aconteceu no Morro São José Operário (CV), a Barão, na Praça Seca, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Já pipocam nas mídias indícios que talvez não houve um estupro coletivo. Inclusive, até o advogado do jovem que foi apontado como "ex-namorado" da garota, informou que não houve estupro, e sobre os "30", seria um trecho de uma música de funk.

A internet e principalmente as redes sociais estão se movimentando por conta desse caso, e já começam a pipocar áudios, que provavelmente seria via "Whatsapp", onde é possível entender que o caso não foi um sexo a força, e a garota já teria retornado ao Morro para exigir para o Da Russa, o chefe da favela, seu aparelho celular de volta.



Consensual ou não, esse caso elucidou perfeitamente como a juventude atual está em fase de degradação. Se sujeitando a cada situação deprimente!

O caso ainda segue sob investigação, e apenas 4 nomes foram colocados em riste. Entre eles, apenas dois, foram de jovens que apenas compartilharam o vídeo nas redes sociais, onde um deles debochou do estado da garota na cama.

 O reflexo dessa polêmica, resultou em uma operação no Morro São José Operário, a Barão.

Ontem cerca de 70 agentes do 9º BPM (Rocha Miranda), 14º BPM (Bangu), 18º BPM, 27º BPM (santa cruz), 31º BPM (Recreio), 40º BPM (Campo Grande) e 41º Bpm (Irajá), incursionaram dentro da Barão.

Foram auxiliados por um helicóptero e a operação tinha como objetivo, colher informações sobre os traficantes suspeitos de participar do caso do "Estupro Coletivo".  Hoje de manhã iniciaram mais uma busca dentro o Morro São José Operário.



O caso deve terminar nas costas do traficante Da Russa ou Lobo Mau, o chefe do tráfico no Morro da Barão (CV), que toma conta da quadrilha do traficante Marreta, preso em Bangu.

Vamos aguardar o desfecho desse caso!




Repercussão do Estupro Coletivo dos 33 do Morro da Barão (CV)

Nos últimos dias uma caso chocou a sociedade e ganhou a repercussão no Brasil inteiro.

Divulgaram nas redes sociais um vídeo, onde aparece uma adolescente de 16 anos desacordada, sem roupa e com homens debochando do estado físico dela.

Os meliantes que apareceram no vídeo, deixaram a entender que naquele local teria acontecido um "estupro coletivo", e proferiram as seguintes palavras

" - Trem Bala do Marreta.. "  " - Mais de 30 engravidou " .. entre outras frases que chocou a sociedade que não tem nenhum conhecimento e nem convívio com esse tipo de situação.

Como já acompanhamos os feitos do tráfico carioca há anos, pelo conteúdo da filmagem criminosa. Sim, houve uma espécie de orgia naquele local, envolvendo uma menor de idade.

O quê chamou atenção, foi os autores se mostrarem no vídeo sem nenhuma vergonha. Imaginamos que esse vídeo não era pra ser divulgado amplamente, como aconteceu.

Entenda o caso nesse vídeo:



Qual foi o resultado disso?

A DCRI entrou no caso, está investigando os possíveis autores, indiciou os dois jovens que fizeram a divulgação do conteúdo na redes sociais, ironizando e debochando a situação da jovem moça, e de quebra, reconheceram dois homens que apareceram no vídeo, e já deram um mandado de prisão para eles.

E a Policia está na caça dos participantes desse dito "Estupro Coletivo".

Agora entrando no campo que os leitores do Crimes News estão acostumados.

Esse caso aconteceu no perigoso Morro São José Operário, a Barão, controlado pelo Comando Vermelho, e que hoje é usado como "Quartel General" do grupo controle pelo traficante Luis Claudio Machado, o Marreta, preso em Bangu desde 2014.

Quem ocupa o cargo de general a mando do Marreta, é o traficante Sérgio Luiz da Silva Junior, conhecido pelos apelidos de Da Russa, PR, Pará ou Lobo Mau.


Ele que administra os territórios do Marreta no Rio de Janeiro. E é o "chefão" do Morro da Barão (CV), justamente a comunidade que aconteceu o "Estupro Coletivo" de uma menor de idade.

Lobo Mau estava empenhado em recolocar o Comando Vermelho no Morro do Jorge Turco, e de quebra, auxiliando no reforço das comunidades da Proença Rosa e Mundial em Barros Filho.

Até então o seu nome não tinha entrado na grande mídia, por conta dessas guerras que foram abertas pelo Comando Vermelho.

Com a repercussão do caso da jovem estuprada, o crime já ganhou um grande responsável, e ele é o Lobo Mau.

Segundo depoimentos da própria adolescente, publicado em vários portais eletrônicos de vários meios da imprensa. A jovem informou que, quando acordou, pegou umas roupas masculinas e voltou para sua casa. Ela notou que seu celular foi roubado. Voltou até o Morro da Barão (CV), informou para o chefe do tráfico que foi estuprada e que seu celular foi furtado. Segundo os mesmos depoimentos, o chefão disse que não tinha conhecimento do caso, mas que iria ressarcir a jovem pelo bem perdido.

No entendimento desse depoimento, entendemos que para não gerar grandes operações nos territórios do Lobo Mau na Praça Seca, possivelmente haverá uma limpa no grupo do Lobo Mau, se os mesmos estiverem envolvidos nesse caso.

Achamos difícil que ele executará os 30 envolvidos, e não é possível afirmar que os 30 envolvidos fazem parte do tráfico no Morro da Barão.


Como o Lobo Mau já demonstrou que não é um chefe de "passar a mão na cabeça" dos soldados, onde já ordenou a execução de vários subordinados por diversas razões, como perda de fuzis, reclamações de assédio por moradores e coisas parecidas.

Possivelmente ele dará o mesmo tratamento para os autores desse caso.

Mas traficante costuma acobertar o outro, e esse extremo só poderá acontecer se houver outros desdobramentos, causando prejuízos para os cofres do tráfico no Morro da Barão.

Sobre o estupro da jovem adolescente. Mesmo ela sendo uma frequentadora de bailes na Barão. Que os responsáveis sejam encontrados e punidos de acordo com as leis!

ADA retoma Caixa D'água, Jorge Turco e Miram a Proença Rosa

Os traficantes do ADA assimilaram o golpe duro que levaram, quando foram invadidos simultaneamente nas comunidades do Jorge Turco, Proença Rosa, Mundial e Caixa D'água de São João de Meriti.

Foram dias de tiroteios em ambas áreas citadas, mas especialmente no Morro da Caixa D'água em São João de Meriti, o traficantes permanecem fortemente armados, esperando as possíveis investidas do Comando Vermelho novamente.

O grupo controlado pelo traficante conhecido como Gordão ou TH, já ostentam novamente o poder de fogo dentro da Caixa D'água, como costumavam a fazer no dia a dia.


Para mostrar que agora estão mais fortes do que nunca. Os soldados pousam em fotos e divulgam nas redes sociais, com a intenção de botar medo nos rivais do CV.

O CV é maioria na região do Parque Araruama e Venda Velha, e ostentam o rótulo de pertencer ao conhecido bonde nomeado como "Bonde da Parma", um grupo antigo na facção do CV, que era conhecido por ter como líder, o traficante Cuco (morto).


Mesmo comandando a maioria das comunidades, o poder de fogo é quase o mesmo, se comparar com os rivais do ADA na Caixa D'água.

O ADA daquela região é apoiado pelo tráfico do Complexo da Pedreira (ADA) em Costa Barros, um forte reduto dessa facção, usado como base para guerras e distribuição.

A estratégia dessa facção é se fortalecer na Caixa D'água, para em seguida entrar novamente na Proença Rosa e Mundial, que permanece sob o poder do Comando Vermelho.


Se na Caixa D'água a guerra é contra o "Bonde da Parma", na Proença Rosa, eles batalham somente com os "crias da comunidade". São soldados que fugiram da favela assim que o ADA invadiu e tomou.

Hoje são patrocinados por alguns líderes para se manter na Proença Rosa. Um território que mais auxilia, é o tráfico do Morro da Providência (CV) na região central. A Proença Rosa tinha ligações com os chefes da Providência, antes do ADA entrar.


A situação atual da Proença não é a mesma na época da retomada do CV. Os soldados sabem que precisam ficar de olhos bem abertos, pois o perigo de uma nova invasão mora ao lado, e também vem de Barros Filho, e com um apoio bem maior na região.

No morro do Jorge Turco em Rocha Miranda a situação permanece a mesma. Os traficantes do ADA retomaram, e constantemente são ameaçados pelos rivais, o Bonde do Marreta, que almeja retomar a comunidade para seu chefe preso em Bangu.

Vamos aguardar.

Policia prende chefe do Morro do Estado

Policia do 76º DP efetuou a prisão do traficante Boladinho, acusado de chefiar o tráfico no Morro do Estado (TCP) na região centra de Niterói.

Boladinho estava sendo investigado há meses, após os constantes confrontos com a facção ADA no Morro do Estado.

Apreenderam com o Boladinho uma pistola 9 mm.

Ele seria o homem que faz a conexão com os comparsas do Morro da Serrinha (TCP) e Acari (TCP) na zona norte do Rio de Janeiro. Os grupos que auxiliam o TCP no Morro do Estado, enviando reforços e armamento.

Nos últimos dias o TCP tinha perdido o controle do Morro do Estado novamente para facção ADA. Ficaram recuado no Morro da Chácara, esperando os reforços do Santo Cristo, Palmeira, Coronel, Pimba e Coréia, no bairro da Fonseca.


Mas os traficantes do ADA não conseguiram se sustentar no Morro do Estado, e acabaram saindo, dando espaço para o TCP novamente.

Agora sem o responsável pelo tráfico do Morro do Estado, é bem provável que os traficantes do ADA façam uma nova investida para retomar a comunidade.

Essa briga pelo controle do Estado já vem de anos, desde o tempo dos traficantes Ernaldo Pinto de Medeiros, o Uê (morto) e Robson Andrade da Silva, o Robinho Pinga (Morto).

Traficantes do CV executam dois moradores do Morro do Estado

Novamente a guerra entre as facções CV e TCP fizeram mais vítimas em Niterói.

Aconteceu na segunda-feira, quando dois jovens foram negociar uma compra de um cavalo, segundo informações dos parentes, e foram confundidos pelos traficantes do Comando Vermelho e executados na Vila Ipiranga (CV).

Os jovens eram moradores do Morro do Estado, que hoje está controlado pela facção Terceiro Comando Puro, e por azar dos jovens, é a mesma facção que trava uma guerra sangrenta com o CV no Bairro da Fonseca.

Quando estavam entre as comunidades da Vila Ipiranga (CV) e Santo Cristo (TCP), estourou um tiroteio entre os dois grupos. Na fuga, os jovens acabaram caindo nas mãos dos traficantes do CV.

Sem titubear, os traficantes do CV souberam que eram moradores do Morro do Estado (TCP) e já decretaram a morte dos dois jovens. Primeiro fizeram filmagens com os jovens, ordenando que fizessem a sigla da facção CV com as mãos, e grita palavras de ordens a favor dos traficantes Rato, Catatau e Whisky.

Para elucidar essa história, os bandidos conhecidos como Catatau e Whisky, eram integrantes do Terceiro Comando Puro da comunidade da Palmeira (TCP).

Em 2012 o Whisky tentou dar um golpe na sua facção, fechando com o CV da Vila Ipiranga e tentando colocar o CV dentro da Favela da Palmeira (TCP).

Ele não conseguiu, em seguida o Catatau que ocupava o cargo de chefia na Palmeira (TCP) e Coréia (TCP) também decidiu trocar de facção, integrando ao CV da Vila Ipiranga.

Justamente os dois bandidos, e mais alguns outros que escolheram pular de facção, que iniciaram a guerra sangrenta no bairro da Fonseca.

Apoiados pelo traficante Rato e a cúpula do CV, os traficantes Catatau e Whisky, começaram a guerra contra o TCP e tomaram as comunidades da Palmeira, Coréia, Pimba, Coronel e Santo Cristo. Em seguida o Catatau foi capturado pela policia.

Mas eles não contaram que os comparsas do TCP da cidade do Rio de Janeiro, iriam se envolver nessa guerra, patrocinando um retorno da facção, usando o Morro do Estado como base para a guerra.

O TCP conseguiu retomar tudo que tinha perdido na Fonseca e Engenhoca, e começou mais uma guerra sangrenta por territórios em Niterói, pois agora queriam entrar na Vila Ipiranga (CV) e acabar de vez com as investidas do Comando Vermelho em seu território.

Essa guerra dura meses, ferindo os moradores dos dois lados.

Contando com os dois jovens que infelizmente caíram no tribunal do tráfico na Vila Ipiranga (CV), já são quatro inocentes que morreram nessa guerra entre TCP e CV em Niterói.

Sem data e hora para um término!

Dcod captura o homem de confiança do chefe do tráfico no Jorge Turco

Ontem os Policiais da Dcod prenderam o braço direito do chefe do tráfico no Morro do Jorge Turco (ADA) em Rocha Miranda, na zona norte do Rio de Janeiro.

Conhecido pelo apelido de "Piloto", foi investigado por ser o homem de confiança do traficante Leonardo do Espírito Santo Rodrigues, o Hip Hop ou Menor Léo.

Hip Hop tinha assumido o posto de número um no Jorge Turco, após a prisão do traficante Wl no Morro da Pedreira (ADA) em Costa Barros.

Segundo as investigações da policia, quando o Hip Hop não estava no Jorge Turco, o homem que segurava as pontas por lá era esse tal de "Piloto".


Piloto foi capturado no bairro de Recreio, e é mais um capturado depois da deflagração da operação denominada de "Horkus", que também capturou vários traficantes no Morro do Juramento (ADA) em Vicente de Carvalho.

Atualmente a facção ADA continua controlando o tráfico no Jorge Turco, e o líder continua sendo o traficante Hip Hop, que organiza o tráfico a mando do traficante Arafat, dono do Jorge Turco, Terra Nostra, Chaves, Eternit e Joana Dar'c.


Traficantes do ADA segura mais uma invasão do CV no Jorge Turco

Aos poucos a facção ADA vai se estabelecendo no Morro do Jorge Turco (ADA) em Rocha Miranda, na zona norte do Rio de Janeiro.

Desde domingo, quando o ADA entrou novamente no morro, as facções estão guerreando quase todos os dias.

Ontem o Comando Vermelho subiu para retomar o morro, mas não conseguiram e saíram rapidamente da comunidade.

Parece que agora os traficantes do grupo do Arafat estão mais organizados no Jorge Turco, e pretendem retomar o controle da Proença Rosa (CV) em Barros Filho, a única comunidade que continua sob domínio dos rivais.

Por enquanto, o Morro do Jorge Turco está sendo controlado novamente pela facção ADA.


ADA Subiu, baqueou e Saiu da Caixa D'água

Não deu tempo nem de comemorar o retorno para o Morro da Caixa D'água em São João de Meriti.

O Comando Vermelho voltou e continua comandando o tráfico no Morro da Caixa D'água, onde dominam a comunidade há semanas.

O grupo do traficante Gordão, apenas subiu para "baquear" a comunidade da Caixa D'água, mas não conseguiram ficar, porque as comunidades da região estão dando apoio para o CV na Caixa.

Mas vale ressaltar. Quando o ADA subiu no morro, mataram um envolvido com o CV e mais três moradores que nada tinha haver com o tráfico.


Ao invés de trocar tiros com o ADA, o CV preferiu recuar para as comunidades da região, e voltar pela manhã, quando não tinha mais traficantes do ADA.

E parece que assim vai ser em São João de Meriti.

As facções sabem o poder de fogo de cada uma, e principalmente, qual a velocidade de tempo chegam os reforços.

Para o lado do CV, os reforços vem do lado. Já no caso do ADA, os reforços vem do Complexo da Pedreira (ADA) em Costa Barros, na zona norte.

Agora essa guerra pelo controle do tráfico na Caixa D'água, ganhará quem aguentar mais "baques" dos rivais.

Vamos aguardar.

Guerra pela Caixa D'água está longe de um Fim

Parece que a guerra em São João de Meriti está longe do fim.

Praticamente estava terminado a guerra pelo Morro da Caixa D'água, onde a facção do Comando Vermelho prevaleceu, expulsando o grupo do traficante Gordão ou TH, chefe do Morro da Caixa D'água, e integrante da facção ADA do Complexo da Pedreira.

O Bonde da Parma estava comandando o tráfico na Caixa D'água, mas ontem aconteceu um novo confronto.

Os traficantes do ADA voltaram com um número grande de traficantes, e conseguiram expulsar momentaneamente os rivais do CV.

A guerra pelo controle da Caixa D'água está aberta novamente, com direito aos novos episódios, tirando o sono dos moradores na Venda Velha.


Moradores relatam tiroteios no Morro do Juramento

Sem dúvidas que a facção Comando Vermelho não foi apenas "baquear" o Morro do Juramento (ADA) em Vicente de Carvalho, na zona norte.

Já basta as ameaças de invasão por dias, e agora os dias de novos tiroteios na comunidade, onde a maioria das vezes são tiros aplicados de longe, ou seja, da favela do Juramentinho (CV) para o grande Juramento (ADA).

Nessa noite (domingo) os moradores e pedestres que estavam passando no local, informaram um novo tiroteio no Juramento (ADA). A Policia informou que não realizou operação na comunidade, portanto, podemos entender que é uma nova troca de tiros entre facções.

O Comando Vermelho ficou concentrado na Favela do Juramentinho ou Sem Terra, que estrategicamente é usada como base e transição ao Complexo da Penha (CV) que possui uma unidade da UPP.

Atualmente o Complexo da Penha é único território que dá assistência para o grupo de traficantes do CV que foram expulsos do Juramento.

Alguns soldados que atuavam nas favelas do Antares e Rodo (CV) também estão ajudando na tentativa de retorno no Juramento.

Por enquanto os traficantes da facção ADA conseguiram permanecer e segurar o anônimo dos rivais no seu morro.

Apoiado 100% pelo poder bélico do Complexo do São Carlos (ADA) na região central, por serem do mesmo chefe, o traficante Lindinho, que comanda o tráfico no Morro da Mineira, Macaé e Urubu.

Vamos aguardar para ver o saldo dessa tentativa do CV no Juramento.

Os próximos passos do Bonde da Parma

Bonde da Parma era um grupo de traficantes ligados ao Comando Vermelho, que tinha uma expressão em Vigário Geral e na Formiga, favelas antes dominada por essa facção.

Atualmente o quê restou desse grupo, controla as comunidades em São João de Meriti. Organizados e controlados pelos criminosos de confiança do traficante Paulo Muleta (preso).

Conseguiram retomar o Morro da Caixa D'água, que estava sendo controlado pela facção ADA nos últimos três anos, onde travavam uma guerra com os morros do Fumacê, Igrejinha, Azul e Amor, todos controlados pelo CV.

Mas só conseguiram expulsar o ADA a Caixa D'água, porque o PL realizou uma negociação com os comparsas do Rio de Janeiro.


Mas precisamente no Complexo da Maré, o PL arrendou uma das bocas de fumo pertencente a Favela da Nova Holanda (CV) controlada pelo traficante Motoboy.

Como nada é de graça no mundo do tráfico, em troca, prometeu dar uma boca de fumo do seu complexo em São João Meriti. O alvo era arrendar a boca da Caixa D'água para os comparsas da Nova Holanda.

E isso aconteceu quando invadiram e retomaram!

A facilidade para o Bonde da Parma negociar com os comparsas da Nova Holanda, é que hoje, o homem que organiza os passos desse bonde para o PL, é oriundo da Nova Holanda, e é conhecido pelo apelido de "Total".

Total lidera o Bonde da Parma, como também organiza as vendas da boca de fumo que o traficante PL arrendou na Nova Holanda. Para eles, foi um negócio perfeito.
Paulo Muleta (preso) - Líder do Bonde a Parma

Como nunca esteve antes, atualmente o tráfico na Nova Holanda está fortalecido, tanto em homens como em poder bélico. Mesmo controlado pelo Motoboy, a comunidade tem bocas de fumo de diferentes donos, onde apenas pagam uma espécie de aluguel para o dono da comunidade.

Como não podem abrir fogo para o lado da Baixa do Sapateiro (TCP) o eterno rival do CV na Maré, eles se movimentam para expandir fora do Rio de Janeiro, mas precisamente na Baixada Fluminense.

Querem fortalecer a segurança da Caixa D'água (CV) primeiramente, onde ostentam fuzis, com a presença de Angolanos, desfilando em Pickups, fortemente armados.

Com a Caixa fortalecida, os líderes do trafico já negociam entrar nas comunidades da Guachá, Machado e Gogó (ADA) em Belford Roxo.

Grafite no Muro da favela do Machado em Belford Roxo.

Antigamente o CV comandava a comunidade do Machado, e já conseguiram tomar a Guachá do traficante Chocolate (Preso) líder naquela região.

Agora com mais poder bélico, e com a presença da Nova Holanda ativamente na Baixada, vão expandir para a comunidade da Guachá, com apoio da Vila Ruth (CV) uma comunidade controlada pelo traficante Marcinho.

Quando o traficante Playboy (morto) era vivo, ele ajudava os comparsas da Guachá, Machado e Gogó, onde costumava se esconder quando tinha mega operação no Complexo da Pedreira.

Atualmente o tráfico do Machado (ADA) não está tão forte como antigamente, dependendo dos comparsas do Gogó e da Guachá para se proteger.

Será que seguraram os avanços do temido "Bonde da Parma"?

Só o tempo irá dizer!

TCP tenta invadir o Jardim Miriambi em São Gonçalo

A facção TCP continua com seu plano de expansão em São Gonçalo.

Ontem os traficantes do TCP saíram da Favela da Alma (TCP) para baquear o Jardim Miriambi (ADA). Contaram com ajuda de crias que agora estão do lado do TCP.

Ficaram por horas dentro da comunidade, mas não conseguiram expulsar os rivais, e pior, segundo relatos, alguns traficantes não conseguiram sair da comunidade, por ter poucas saídas.

Quando a situação acalmou, os traficantes do ADA fizeram uma reunião dentro do Jardim Miriambi, com objetivo de caçar os traficantes do TCP escondidos dentro da comunidade.


Por volta das 3 da madrugada, os traficantes do ADA aplicaram tiros para o alto, gritando palavras de ordens para chamar atenção dos rivais, mas ninguém foi encontrado.

Não houve relatos de mortos nessa invasão, mas não relataram a fuga do TCP da comunidade, porque os traficantes do ADA cercaram as três saídas.

Fizeram uma invasão Kamikaze.

Mas o final não sabemos ainda!

CV sobe novamente e expulsa o ADA do Jorge Turco

Parece brincadeira, mas ontem a tarde os traficantes do Comando Vermelho retornaram para o Morro do Jorge Turco em Rocha Miranda, na zona norte.

Foi tudo muito rápido.

O grupo que veio do Faz Quem Quer (CV) subiu o Jorge Turco e deu poucos tiros em cima dos traficantes do ADA, que correram e abandonaram o morro.

O Grupo do CV subiu em direção a caixa d'água da CEDAE, a parte alta do Jorge Turco, procurando algum ADA escondido na comunidade.


Sem entender muita coisa, os moradores informaram que a favela trocou de comando da rapidamente.

Quando todos pensaram que o morro estava controlado pelo ADA e a guerra estava perto do fim, os traficantes do CV subiram novamente e deixou em aberto a disputa pelo Jorge Turco.

A guerra ficou em aberto.

Vamos aguardar.


ADA reforça a segurança dentro do Jorge Turco

CV conseguiu ficar por uma semana dentro do Jorge Turco, mas não conseguiram se sustentar dentro do morro. Sofreram diversas baixas por conta de operações policiais, e abriram a guarda para a facção ADA.

Após a última investida e com sucesso, feita pelo grupo do Arafat, a facção ADA ainda permanece dentro do Jorge Turco, em Rocha Miranda.

Reviraram a comunidade para achar algum CV escondido, e já reforçaram a segurança do morro, pois já foram ameaçados pelos rivais da Barão (CV) na Praça Seca, comunidade controlada pelo traficante Marreta (preso).

Os bandidos do Jorge Turco fizeram uma reunião no alto da Caixa D'água dentro do Jorge Turco, e parece que agora a segurança será diferente.


Apoiados pelos comparsas do Complexo da Pedreira, agora não terá troca de plantão constante, pois foi assim que abriram a guarda para o CV entrar de novo no seu território.

Alguns assaltantes já tomaram um corretivo pelos próprios traficantes, que agora administraram o Jorge Turco evitando ao máximo assaltar na comunidade, e principalmente, levar objetos de furto ou roubo para dentro dela.


A próxima missão da facção ADA é retomar as favelas da Proença Rosa e Mundial (CV) em Barros Filho, que ainda continua sob controle dos rivais.

Assim como aconteceu no Jorge Turco, na Proença Rosa o tráfico está abandonado, e quase não se vê bandido do Cv nas ruas, fortemente armados como antes.


Devido as operações na Proença e as perdas de soldados e fuzis, os traficantes do CV estão mandando poucos reforços para dentro dessa comunidade.

Enquanto isso, o grupo do Arafat está observando do Morro do Chaves (ADA) a fraqueza dos rivais do outro lado da Avenida Brasil.

Vamos aguardar.

ADA Sobe no Jorge Turco e Trava mais uma Batalha com a facção CV

Pelo jeito a guerra pelo território do Morro do Jorge Turco (CV) não está 100% perdida para facção Amigos dos Amigos.

Quando todos pensavam que os subordinados do traficante Arafat, iriam aceitar a perda e quem sabe, reconquistar futuramente a comunidade, eis que apareceram novamente em Rocha Miranda.

Ontem quando anoiteceu, um grupo com cerca de 20 homens armados, subiram o Morro do Jorge Turco, trocando tiros com a segurança inicial do "bonde do Marreta", o grupo que responde as ordens do Marreta (preso) e do PR ou Lobo Mau.

Segundo relatos, como não estavam esperando o retorno do ADA no morro, quem estava de "pistola" e sem "fuzil", recebeu a ordens para recuar, e se conseguisse, em direção ao Morro do Faz Quem Quer (CV) em Rocha Miranda.

Wl e seu bonde, quando o Jorge Turco estava nas mãos do ADA.

Houve uma correria de bandidos dentro do morro, impossibilitado de identificar qual grupo que correu e qual que ficou dentro do Jorge Turco.

Como o destino de alguns foi o Faz Quem Quer, e quem ficou no Jorge Turco, ficou gritando "Bonde do Coroa", em alusão ao chefe da facção ADA que domina o Complexo da Pedreira, mas continua detido desde 2005.

E faziam citações ao Arafat, chefe do Jorge Turco, bem como ao traficante "WL", ex-frente do morro, que foi capturado no Morro da Pedreira (ADA) há dias atrás.

Até o momento é impossível afirmar quem está dentro do Jorge Turco. Entretanto, os moradores relataram que o morro permanece sem a presença de bandidos, e caso permaneceu algum grupo, esta devidamente bem escondido, se preparando para o segundo tempo.

Infelizmente essa será a situação no Jorge Turco. O CV atacando e ficando, e recebendo contra ataques da facção ADA do Complexo da Pedreira.

Arriscamos dizer que será uma guerra de dias, ou até meses!

Vamos aguardar.

ADA volta a colocar os pés em comunidade de Campo Grande

Já era esperado. Novamente os traficantes da facção Amigos dos Amigos (ADA) entraram com tudo na favela da Carobinha em Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Carobinha é dominada por um grupo Miliciano, que há meses, vem sofria com os ataques dos traficantes oriundos da Vila Vintém (ADA) e dos próprios traficantes que atuavam na Carobinha quando era dominada pelo ADA.

Por meses, se concentravam na localidade da Quadra 100, perto do mato, e de lá não saíam, pois não conseguiam avançar para o miolo da extensa Carobinha.

Só que, parece que o jogo virou, e nos últimos dias, os traficantes foram caçando cada integrante da milícia que atua na Carobinha. Torturando e matando, com a intenção de conseguir mais nomes de envolvidos com os grupos paramilitares.


Para ajudar a situação Miliciana na Carobinha. A principal Milícia do Rio de Janeiro, que atua principalmente na zona oeste, não dá mais apoio para a Milicia da Carobinha, deixando os "ex-comparsas" sem ajuda para combater as investidas do tráfico.

Mas ontem, os grupos ligados ao ADA, entraram na Carobinha e expulsaram os Milicianos que estavam naquele momento. Conseguiram transitar por toda comunidade, e sem sinal de algum Miliciano para combate-los.

Por enquanto, não houve alguma investida da Milícia, ou qualquer operação policial para retirar os traficantes, que lá estão, e prometeram não sair tão cedo.

Vamos aguardar.

ADA tenta retornar para Caixa D'água em São João de Meriti

A população do Parque Araruama em São João de Meriti, viveu mais uma madrugada de intenso tiroteio no Morro da Caixa D'água, que hoje está sendo controlado pelo Comando Vermelho.

Dessa vez, um grupo ligado ao traficante Gordão ou TH da Pedreira, organizou uma tentativa de retomada da Caixa D'água.

Entraram pela Rua Fluminense, mas já bateram de frente com a segurança do Comando Vermelho, que já estava esperando um revide dos rivais da facção ADA.

Foi outra intensa troca de tiros, mas que não ocorreu grandes mudanças. Os grupos bateram de retirada em direção ao Complexo da Pedreira (ADA) em Costa Barros, na zona norte do Rio de Janeiro.

ilustrativa.

E por enquanto, a Caixa D'água continua sob o controle da facção CV, que permanece sendo a maioria na região!

Veja um vídeo publicado no Youtube:

TCP avança em Niterói e tenta expulsar o CV da Fonseca

Novos episódios de confrontos por territórios no bairro da Fonseca, em Niterói.

Segundo relatos de moradores, ontem os traficantes do Terceiro Comando Puro da região, invadiram a comunidade da Vila Ipiranga, dominada pelo Comando Vermelho.

Os traficantes que efetuaram essa invasão, são os mesmos que retomaram as comunidades do Pimba, Coronel Leôncio, Coréia, Santo Cristo e Palmeira, e alguns soldados que saíram do Morro do Estado, assim que foi retomado pela facção ADA.

Eles seriam patrocinados pelos chefes do tráfico do Complexo da Serrinha (TCP), Parada de Lucas e Acari, também os mesmos que colocaram dinheiro para um retorno do TCP na região.

A situação do CV parece ser mais grave, pois devido as dívidas que a Vila Ipiranga acumulou nas últimas guerras na Fonseca, onde tomaram os redutos do TCP, em seguida perderam, os reforços não apareceram tão cedo.


Os traficantes do Rio de Janeiro não estão dispostos a perder mais dinheiro na Vila Ipiranga (CV), e os mesmos devem se segurar com as suas conexões de Niterói, e com as suas próprias forças.

Relataram que o TCP entrou para dar "baque", em seguida saiu da Vila Ipiranga.

Mas pela localização do Santo Cristo (TCP), que faz divisa com a Vila Ipiranga (CV), existem relatos também que tem bandidos do Terceiro escondido dentro da Vila Ipiranga, esperando um melhor momento para avançar novamente.

Vamos aguardar.

Traficantes estudam aceitar algoz em Parada de Lucas

Um problema passado, volta assolar dentro das entranhas do tráfico nas comunidades da Parada de Lucas e Vigário Geral (TCP) na zona norte do Rio de Janeiro.

Existem boatos na comunidade, que o traficante Batista ou Tião, quer retornar para Parada de Lucas (TCP), onde foi expulso pelos próprios comparsas em dezembro de 2015.

Para quem não tem conhecimento sobre ele, mas o Batista liderou por anos as comunidades da Parada de Lucas e Vigário Geral, mas no ano passado, gerou desconfiança dos próprios subordinados, sendo acusado de ter contatos com os soldados de Parada de Lucas que pularam para o CV, e também, por atrasar salários, pegando o dinheiro para beneficio próprio.

Quando os traficantes Geremias, Peixão e Furacão, foram finalizar o Batista, com chancela de toda a cúpula do TCP, por consideração, apenas expulsaram ele da comunidade e mataram seus homens de confiança.


Por sorte, o Batista conseguiu fugir com seu dinheiro, mas sem nenhum repasse do tráfico!

Os meses se passaram, e os traficantes Geremias e Peixão, mataram o Furacão (Filho do Robertinho de Lucas) pelo mesmo motivo, e também com chancela da facção TCP.

E as comunidades de Vigário e Lucas, ficaram sob a liderança dos traficantes Geremias e Peixão, agradando os soldados e os líderes do TCP em outras áreas do Rio de Janeiro.

Especialmente o traficante Peixão, é considerado pelos soldados como o novo "Furica", um traficante bastante conhecido e importante para o TCP naquelas comunidades.

Peixão domina comunidades de Nova Iguaçu e Baixada, e geralmente é ele que investe em guerras em nome de Parada de Lucas, deixando a administração direta sob o cargo do Geremias.

Mas nem tudo é tão calmo em Parada de Lucas!

Nos últimos dias, correu os boatos que o Batista negocia com os líderes do TCP um retorno para Parada de Lucas, e com o cargo de chefe de volta.

Normalmente os líderes do TCP não se envolvem diretamente em decisões desse tipo, mas o retorno do Batista não agrada os traficantes Peixão e Geremias.

Para piorar, com essas sucessivas invasões do Comando Vermelho na zona norte, a desconfiança de ter o Batista de volta é mais forte!

Como no passado ele já era investigado pelos próprios comparsas, por ter ligações com os traficantes que saíram da Parada de Lucas e foram para o CV. Aceitar novamente o Batista na comunidade, pode ocorrer um golpe de dentro pra fora.

Como o Batista sempre foi misterioso e reservado, essa desconfiança paira na cabeça dos lideres de Lucas e Vigário.

Por outro lado, na favela do Lixão (CV), os traficantes ameaçam insistentemente que irão invadir para retomar o controle de Vigário Geral.

Juntando os fatos, dificilmente aceitaram o retorno do Batista na comunidade.

Vamos aguardar.

Policia enfraquece o tráfico no Jorge Turco

O sufoco para reprimir o tráfico do Comando Vermelho no Jorge Turco, continua a todo vapor.

Nesse fim de semana houve mais prisões e apreensões, do grupo que retomou a favela da facção ADA, que ainda tem planos de retornar para Rocha Miranda.

Policiais do GAT e do 9º BPM,  cercaram a região da Mundial (CV) até o Jorge Turco (CV), e acabaram pegando alguns soldados do tráfico.

Trocaram tiros no Jorge Turco (CV), e balearam três traficantes, um morreu no local e os outros dois foram socorridos e encaminhado para o Hospital Carlos Chagas.

Apreenderam dois Fuzis, um com a inscrição "Antares", uma pistola e várias cargas de cocaína, preparada para venda.
Foto: www.pmerj.rj.gov.br

Mesmo com todo sufoco que recebe, o Comando Vermelho não sairá tão cedo do Jorge Turco, Proença Rosa e Mundial. Homens de confiança do Marreta, recebem reforços para segurar o morro em Rocha Miranda.

Já em Barros Filho, o tráfico está sendo ajudado pelos bandidos da Providência (CV) e Chapadão (CV) que fazem troca de plantões na segurança da comunidade.

Até porquê, quase não se vê uma resistência da facção ADA e do grupo do Arafat, o traficante que comandava o Jorge Turco, Proença Rosa e Mundial. Estão todos recuados no Complexo da Pedreira, mas sem projeção de um retorno tão cedo.

Contudo, a liderança do Arafat vem sendo questionada pela facção ADA, principalmente pelos comparsas do Complexo do Caju (ADA) na zona portuária. Um território completamente dominado somente pelo traficante Sassá, o homem que tem sociedade com o Arafat em algumas bocas de fumo em Costa Barros.

PM ocupará o Morro do Juramento nesse Fim de Semana

Por conta da guerra das facções CV e ADA pelo Morro do Juramento em Vicente de Carvalho, a PM informou que ocupará a comunidade nesse fim de semana.

Hoje de madrugada, um grupo do Juramentinho (CV) ameaçou invadir novamente o Morro do Juramento, para expulsar de vez os traficantes da facção ADA.

A policia militar foi acionada para conter o confronto, mas foi recebida a tiros pelos traficantes da comunidade. Tiveram que acionar um auxilio do Batalhão do Choque, que permaneceu por um tempo dentro do morro.

Encontraram um traficante baleado no Juramento, vestindo coletes, touca ninja e armado com uma pistola. Não se sabe de qual lado ele seria, mas provavelmente, pelos aspectos que foi encontrado, poderia ser um integrante do CV.


Para conter a violência no Juramento, e principalmente evitar que pessoas inocentes tomem tiros por causa dessa guerra, a Policia informou que dará uma atenção completa na segurança do Juramento.

Essa ação poderá esfriar os anônimos do Comando Vermelho, que prossegue com os planos de retomar o controle da comunidade.

Por enquanto, o Juramento continua sob controle da facção ADA, mas sem paz, pois a policia está dentro da comunidade e monitorando.

Vamos aguardar.

ADA volta a botar os pés no Morro do Estado em Niterói

No meio desse furacão de invasões no Rio de Janeiro, feita pelo Comando Vermelho, do outro lado, em Niterói, houve uma outra invasão na calada da noite.

Sem fazer alarde, os traficantes do ADA retomaram o controle do Morro do Estado, expulsando novamente o Terceiro Comando Puro da comunidade.

Segundo relatos, não houve nenhum grande confronto, apenas tiraram o TCP da comunidade, que recuou para as comunidades da Fonseca, recém tomadas pelo TCP.

Por dias os traficantes do ADA ficaram se exibindo no Morro do Estado.

Pelo jeito, o investimento para retomar o Estado foi exclusivamente dos líderes de Niterói, das favelas do Sabão (ADA) e Boa Vista (ADA).


Mas o plano principal do ADA, é retomar o controle do Morro da Otto/Marítimos (CV), montando uma base sólida para invadir e ficar, sem depender das lideranças do Rio de Janeiro, que no momento, traçam planos para evitar uma invasão do CV, que já conseguiu retomar as comunidades da Proença Rosa, Mundial e Jorge Turco, começando as ofensivas no Morro do Juramento em Vicente de Carvalho, na zona norte.


Do lado do TCP, segundo informações, os traficantes do Rio de Janeiro não ajudará essa ala de Niterói, que mais uma vez causou prejuízo, sendo bancados e perdendo a comunidade para o ADA novamente.

Estão recuados nas comunidades do Pimba, Palmeira, Coréia, Coronel Leôncio e Santo Cristo, comunidades que estão se armando para não tomar mais surpresas do Comando Vermelho da região.

Vamos aguardar pra ver, quanto tempo o ADA ficará no Morro do Estado.

Audio dos traficantes invadindo o Morro do Jorge Turco

O Tráfico no Rio de Janeiro está mais ligado com a internet do que nunca.

Correm nas redes sociais um áudio dos traficantes do Comando Vermelho no dia da invasão ao Morro do Jorge Turco, em Rocha Miranda.

Invadiram no último fim de semana, até o momento conseguiram permanece dentro da comunidade, mesmo perdendo soldados nas últimas operações.

Agora o foco dessa facção é o Morro do Juramento (ADA) em Vicente de Carvalho, um território perdido no ano passado, mas que até hoje é alvo do CV.


Provavelmente acontecerá mais invasões promovidas pelo CV no Rio de Janeiro. Principalmente em territórios que foram perdidos no passado.

Vamos Aguardar.

Comando Vermelho Invade o Morro do Juramento

Depois das 3 invasões concluídas, já estava na cara que o Comando Vermelho tentaria retomar o Morro do Juramento em Vicente de Carvalho.

O primeiro passo começou ontem.

Um grande grupo de traficantes formados pelos Complexos da Penha, Alemão, Rodo e Juramentinho e pelos próprios crias do Juramento, invadiram ontem a noite o morro.

Foi um intenso tiroteio toda noite, ocasionando algumas mortes não contabilizadas dentro do morro.

O CV subiu em um número muito maior que o ADA, mas os soldados controlados pelo traficante Palmito, o chefe do Juramento, contou com facilidade de estar em cima do morro, e também com a liberação de todos os armamentos da comunidade.

Mesmo assim, os traficantes do CV conseguiram colocar os pés nas localidades da Igrejinha, Lazer e por último no Rodo, onde faz divisa com o Morro da Primavera, também dominado pela facção ADA.



Quando chegou nessa parte da guerra, alguns soldados da facção ADA já estavam recuando para os Morros do Urubu e Primavera, para não perder soldados e nem armamentos.

Por volta das 23 horas, policias do 41º BPM chegaram no Juramento, por conta da repercussão que a guerra estava dando, refletindo na vida dos moradores e nos usuários do metrô, pois alguns tiros estava acertando nele.



Cessaram os confrontos aos poucos, e aos poucos, traficantes de ambas as facções envolvidas foram se retirando do morro.

Por algumas horas, o grupo do CV ficou entocado na localidade do Rodo dentro do Juramento, e de lá, recuaram para a comunidade do Juramentinho (CV), que fica do outro lado da Avenida Pastor Martin Luther King Jr.

Esse seria apenas o primeiro episódio do capítulo "Retomada do Juramento", pois segundo informações, investimentos foram liberados para essa retomada, e os traficantes vão para o todo ou nada.

Diferente das comunidades da Proença Rosa, Mundial e Jorge Turco, que são comandadas indiretamente pelo Complexo da Pedreira (ADA) e Arafat, no Juramento a banda toca diferente.

Quem lidera o tráfico no Juramento é o traficante Palmito, mas ele é apenas um frente para o traficante Lindinho (preso) o dono do Juramento, que também ostenta o domínio em Macaé, Mineira e Urubu.





Indiretamente, quem protege o Juramento é o Complexo do São Carlos (ADA) no Estácio, e quando tem invasão, ele é o primeiro território a enviar reforços para a comunidade.


Diferentemente das comunidades perdidas pelo ADA, no Juramento, quando souberam que o CV estava retomando as comunidades em Barros Filho e Rocha Miranda, o sinal de alerta ligou e ficaram bem mais armados na segurança do Juramento.

Lindinho.
Em outras palavras, os traficantes do Juramento (ADA) já sabiam o quê estava por vir!

Do lado do CV, retomar o Juramento seria para vingar a morte do traficante Paulo Bigode ou Flavinho, morto em confronto com ADA na última guerra do Juramento.

Naquela ocasião, o Juramento pertencia aos traficantes Fabiano (preso) e Macarrão (preso), mas o morro permanecia "capenga" e tinha poucos soldados e fuzis para se proteger do ADA.

Agora a retomada é patrocinadas diretamente pelo tráfico do Complexo do Alemão e Penha, em sociedade com os líderes das favela do Rodo e Antares, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Os planos para retomar vários territórios e também o Juramento, já foi comentado nesse artigo publicado em 2015. - clique para ler novamente -

Vamos aguardar o desfecho desse caso!

Policia Prende 9 Traficantes do CV no Morro do Jorge Turco

É questão de tempo para saber se o Comando Vermelho vai se manter nas comunidades recém tomadas no Rio de Janeiro, que são Proença Rosa, Mundial e Jorge Turco, na zona norte.

Ontem aconteceu uma operação na Proença (CV) e um bandido foi gravemente baleado na perna. Coincidentemente, o mesmo traficante que pousava em fotos para debochar a facção ADA.

Hoje o CV perdeu mais 9 soldados, mas dessa vez no Morro do Jorge Turco em Rocha Miranda.

Os batalhões do 9º BPM (Rocha Miranda) em conjunto com GAT do 18º BPM (Jacarepaguá), 31º BPM (Recreio) e 40º BPM (Campo Grande) realizaram um grande cerco nas comunidades do Faz Quem Quer (CV), Congonha (CV) e Cajueiro (CV), pelos motivos de assaltos e roubos a veículos na região, e também por causa do tráfico.

Foto. www.pmerj.rj.gov.br

Essas comunidades serviram de apoio para o CV entrar no Morro do Jorge Turco, e a operação acabou respingando no morro recém tomado pela facção.

Alguns traficantes pra fugir da operação, foram em direção ao Jorge Turco e chamaram operação para dentro do morro.

Os batalhões entraram no Jorge Turco com apoio do blindado do 18º Bpm, e houve uma troca de tiros, mas o CV se deu mal nessa operação.

Perderam 9 traficantes, 2 fuzis 556, 2 pistolas .40, 2 pistolas 9mm, e drogas que estavam em processo de preparo para comercialização.

Os policiais ficaram no decorrer do dia fazendo vasculhando a comunidade.

Traficantes do CV debocham dos rivais em áudio

Como já está ficando comum no Rio de Janeiro, os traficantes do Comando Vermelho que invadiram o Morro do Jorge Turco (CV) em Rocha Miranda, gravaram um áudio debochando dos rivais da facção ADA.

Já bem divulgado nas redes sociais, os traficantes comemoraram a entrada do CV no Jorge Turco, exaltando o "bonde do Marreta", traficantes ligados as comunidades comandadas pelo traficante Marreta (Preso).

Ameaçaram invadir outras áreas dominadas pelo ADA, como o Morro dos Macacos (ADA) em Vila Isabel, que hoje possui uma Unidade Pacificadora.


Ouça o conteúdo do áudio.

Traficantes do CV se Exibem na Caixa D'água em São João de Meriti

Da mesma forma que fizeram nas comunidades de Barros Filho e no Jorge Turco, lá na Caixa D'água em São João de Meriti, os traficantes do Comando Vermelho exibem fuzis, desfilando pela comunidade.

Exibiram fotos nas redes sociais para debochar dos rivais da facção ADA, que foram expulsos no último final de semana.

Mas diferente da situação do Rio de Janeiro, por lá, o ADA ainda tenta retornar para a Caixa D'água, travando alguns dias de tiroteios para expulsar o CV.

Segunda e ontem, moradores relataram que houve um tiroteio na Caixa D'água, mas permaneceu como ficou nesse novo cenário, com o CV dominando a comunidade novamente.


A Guerra em São João de Meriti já rolava há dias, não foi novidade essa retomada do CV, porque há meses já trava guerra com os traficantes do Gordão, o chefe do tráfico da Caixa D'água para o ADA.

Como a região é rodeada por territórios ligados ao Comando Vermelho, provavelmente será dificil um retorno do ADA tão rápido em São João de Meriti.

Vamos aguardar.

Traficantes do CV se Exibem na Proença Rosa

Como costuma acontecer nas invasões de territórios no Rio de Janeiro, quando um grupo invade e expulsa os rivais, os mesmos gostam de desfilar em fotos para mostrar o poder de fogo e debochar dos rivais.

Na Proença Rosa não foi diferente.

Traficantes ligados ao CV começaram a expor nas redes sociais fotos dentro da Proença Rosa. Debochando dos rivais do ADA, o grupo que foi expulso da comunidade em Barros Filho.

Ontem aconteceu uma operação policial, e traficantes foram capturados, e segundo os moradores, alguns saíram baleados da comunidade.


Eles estão transitando entre as comunidades do CV na região, para trocar plantões, reforçando a retomada do CV na Proença Rosa e Mundial.



Essa invasão foi patrocinada pela liderança do Morro da Providência (CV), Complexo do Chapadão, em conjunto com os traficantes que saíram da Proença e Mundial, assim que o ADA invadiu há dois anos atrás.

Como os traficantes da facção ADA estão preocupados por um retorno no Morro do Jorge Turco em Rocha Miranda, dificilmente um contra-ataque será realizado nas comunidades da Barros Filho.

Vamos aguardar.

CV dificilmente sairá do Morro do Jorge Turco

Os traficantes do Comando Vermelho seguem fortemente armados no Morro do Jorge Turco em Rocha Miranda, na zona norte.

Até o momento não saíram do morro, e muito menos a facção ADA voltou para contra-atacar e expulsar os rivais do seu morro, que aliás, agora não é mais deles.

Existem relatos de revista dentro do morro, para achar algum informante da facção ADA, mas são poucos que colaboravam.

Até antes de retomarem a comunidade do ADA, os moradores denunciavam os constantes roubos que aconteciam na comunidade, e até abandono de veículos roubados nas ruas e nas portas dos moradores.


Para resolver esse problema, o traficante Arafat até proibiu os roubos no Jorge Turco a pedido do Samuca (preso) o seu sócio no comando, mas não respeitaram as ordens dos chefes.

Sobrou para um traficante conhecido como Poloca, que pulou do tráfico no Faz Quem Quer (CV) e foi para o Jorge Turco que estava ADA, mas não se enquadrou nas leis do Arafat e abandonou o ADA também.
Arafat - Ex-dono do Jorge Turco, Proença e Mundial.

Fugiu com 2 fuzis e mais R$ 60 mil reais em espécie, que seria parte do lucro do dia nas bocas de fumo do Jorge Turco. Até hoje ninguém sabe para qual lado desse bandido foi, pois já estava com pedido de morte no CV, e o provável destino, ou era o TCP ou Milícia.

Esse foi o último caso gravo de insubordinação dentro do Jorge Turco, quando ainda era ADA.

CV entrar no morro era questão de tempo, pois já ameaçavam há tempos que iriam invadir para retomar o território, e parece que os traficantes do Complexo da Pedreira (ADA) não deram importância.

Agora perderam o território, e dificilmente retornaram para Rocha Miranda.

Os bondes que entraram para ficar, são formados pelos traficantes do "Bonde do Marreta" e bandidos do Faz Quem Quer (CV) também em Rocha Miranda.

Talvez esse cenário não mude!

Há quem diga que o Arafat apenas valoriza o seu território da Terra Nostra (ADA) em Costa Barros, e nunca deu muita importância para o Jorge Turco, pois deixava na responsabilidade do traficante Playboy, morto em 2015 em operação conjunta no Morro da Pedreira.

Playboy - (morto e 2015)

Outros territórios que o Arafat não dava importância, eram as comunidades da Proença Rosa, Mundial e Chaves. Todos recém tomados pelo ADA nos últimos anos.

Coincidentemente, na invasão do CV no último final de semana, também perderam a Mundial e a Proença Rosa.

Para conseguir esse feito de retomar três comunidades ao mesmo tempo, há meses atrás, um grupo da Praça Seca ganhou um treinamento militar de um ex-oficial, que hoje integra no tráfico daquela região.

Portanto, todos que entraram nessa guerra que começou no final de semana, foram bem treinados, militarmente falando.
loading...