NOVOS ARTIGOS ABAIXO
LENDO

CV Invade o Fubá, e Frustra o ADA e Aterroriza os Moradores

Estava mais do que na cara que o Comando Vermelho tentaria novamente no Morro do Fubá, em Cascadura, na zona norte do Rio de Janeiro.

Fubá hoje é controlado pela Milícia, o mesmo grupo que controla também o Morro do Campinho, também na região.

Na última invasão há 5 dias atrás, o grupo de traficantes da Barão (CV) na Praça Seca, entraram com mais de 20 cabeças, pelos dois lados do Fubá.

Um grupo ficou na mata, e o segundo ficou na localidade conhecida como "Cagão", na Rua Clarimundo de Melo.

Veja com detalhes no artigo anterior
Naquela invasão o CV já tinha conseguido dominar facilmente, gritando que nem loucos nas ruas do Fubá, atrás dos Milicianos Playboy e Leleo do Campinho, os líderes da comunidade.

Não encontraram, e tiveram que sair ao amanhecer, quando iniciou uma operação policial.

Hoje de madrugada tivemos um segundo capítulo dessa guerra.

Foto. https://www.facebook.com/MedoCascaduraeCavalcante
O CV da Praça Seca entrou novamente, conseguiu colocar os Milicianos para correr novamente, e continuaram na área de mata, onde existe um acampamento do CV.

Hoje entrou um veículo blindado do BOPE, para operar dentro do Morro do Fubá, e outros departamentos da policia civil ajudou na ação.

Até o momento ninguém foi capturado, e sem o saldo da operação até o momento.

O Comando Vermelho já alertou que não desistirá do Morro do Fubá, e avisou aos moradores que entraram novamente na comunidade.

Por outro lado, só olhando tudo acontecer, os traficantes do Complexo do 18 em Água Santa, estão atentos com a movimentação dentro do Morro do Fubá.

Eles gostariam de entrar primeiro no Morro do Fubá, mas o Comando Vermelho se antecipou e não largará o osso.

Para evitar surpresas, o traficante Jean ordenou que reforçassem os acessos de todas as comunidades que compõem o Complexo do 18.

Não querem dar bobeira para o CV, principalmente não reforçando as áreas de acesso e de mata da Saçu (ADA) comunidade mais próxima dos tiroteios no Morro do Fubá.

São Gonçalo e Niterói, um Território Vermelho

São Gonçalo, um municipio do Rio de Janeiro, que contam com aproximadamente 1.038.081 de habilitantes. Atrás apena da capital, o Rio de Janeiro.

Município calmo? Nem tanto, mas não estavam respirando esse "ar" de violência que está acontecendo nos dias atuais.

E isso contou com o crescimento absurdo do Comando Vermelho em São Gonçalo, com a união em Niterói.

O grande responsável foi as ocupações no Rio de Janeiro, principalmente nos grandes redutos do Comando Vermelho na cidade, como o Complexo do Alemão.

Alemão não é o grande responsável pelo crescimento da facção em São Gonçalo, mas ajudou muito.

Os traficantes Rabicó e Luiz Queimado, juntos, lideram o crescimento do CV em São Gonçalo e Niterói, arrecadando gordas quantias em dinheiro, deixando responsável os homens de frente. Traficantes líderes, encarregados em expandir territórios.

Luiz Queimado
Atualmente nós acompanhamos mais uma expansão do CV, agora no Complexo do Santo Cristo na Fonseca, bairro de Niterói.

Expulsaram completamente o Terceiro Comando Puro daquela região, esperando apenas o momento certo para dar um "Xeque-mate".

Rabicó.
Em São Gonçalo nem se fala.. Tomaram as comunidades da Chumbada, Tronco e Otto, redutos fortes da facção ADA. Por lá, a guerra pessoal do CV é com o Amigos dos Amigos, e que por sinal, estão conseguindo ganhar a maioria das batalhas.

O próximo alvo é invadir e expulsar o ADA do Morro da Dita no Jockey, reduto importante e controlado pelo traficante Drill, mas organizado pelo Pivete, chefe da Rua da Feira.

Mas em São Gonçalo, diferente do TCP que quase não existe por lá, o ADA consegue se manter nos poucos redutos que sobraram.

Vejam um pequeno resumo de dominio de comunidades, que mostram que o Comando Vermelho é bastante superior em São Gonçalo e Niterói.

Territórios do Comando Vermelho em São Gonçalo e Niterói.

  1. Buraco do Boi
  2. Morro dos Maritimos
  3. Nova Brasília
  4. Vila Ipiranga
  5. Juca Branco
  6. Morro do Serrão
  7. Morro do Abacaxi
  8. Morro do Cavalão
  9. Morro da Cotia
  10. Souza Soares
  11. Zulu
  12. União
  13. Viradouro
  14. Africano
  15. Atalaia
  16. Capim Melado
  17. Morro do Bumba
  18. Ititioca
  19. Bernardino
  20. Primor
  21. Bonfim
  22. Morro da Caixa D'água
  23. Caramujo
  24. Mangueirinha
  25. Lagoinha
  26. Figueira
  27. Morro do Céu
  28. Cova da Onça
  29. Santa Bárbara
  30. Sapê
  31. Morro da Igrejinha
  32. Surucucu
  33. Cantagalo
  34. Morro da Cocada
  35. Jacaré
  36. Rato Molhado
  37. Favela da Ciclovia
  38. Boa Esperança
  39. Morro do Carniçal
  40. Favela do Inferninho
  41. Preventório
  42. Mundo Novo
  43. Favela Coronel Leôncio
  44. Morro da Coréia
  45. Morro do Santo Cristo
  46. Catarina
  47. Menino de DEus
  48. Anaia
Ainda tem os redutos da Palmeira e Pimba, que estão praticamente nas mãos do Comando Vermelho, mas como se encontram em guerra, não contabilizamos.

Territórios do ADA em São Gonçalo e Niterói.

  1. Morro do Palácio
  2. Favela do Sabão
  3. Pé Pequeno
  4. Boa Vista
  5. Rua da Feira
  6. Dita
  7. Complexo da Alma
  8. Novo México
  9. Jardim Miriambi
  10. Nilo
  11. Favela 590
  12. Manoel Ilhota
  13. Cano Furado
  14. Vila Candoza
  15. Sossego
  16. Marajoara
  17. Matinho
  18. Pedra de Sal
  19. Morro da Ilha
  20. Complexo do São Lucas
  21. Favela do Barranco
Existem outros territórios, mas a maioria é de pouca relevância.

Territórios do TCP em Niterói e São Gonçalo

  1. Morro do Estado
  2. Chácara
  3. Arroz
  4. Palmeira
  5. Pimba
  6. Riodades
Como podem notar, o Terceiro Comando Puro fica em completa desvantagem nos munícipios de fora do Rio de Janeiro.

É interessante essa listagem de favelas e domínios, caso queiram uma lista mais detalhadas, Por favor deixe nos comentários.



Comando Vermelho Vai no Morro do Pimba e Fica Perto de Controlar Toda Fonseca

A cada dia que passa os traficantes do Comando Vermelho chegam mais perto de controlar 100% dos territórios na Fonseca, mas precisamente o Complexo do Santo Cristo, que agora esta nas mãos do CV.

Guerra durou em todo mês de novembro, e digo mais, bem rápido por sinal.

Ontem o Comando Vermelho resolveu entrar de vez no Morro do Pimba (TCP) o único território mais forte que sobrou para o TCP.

Foi um tiroteio concentrado, mas durou apenas 10 minutos. Deixou um bandido morto no local, mas não conseguiram identificar de qual lado seria.

Quando anoiteceu, o TCP tentou entrar na Palmeira e no Santo Cristo (CV), mas não conseguiram sustentar o baque e saíram da comunidade.


Sem dúvidas essa guerra já deu.. e provavelmente vamos noticiar algo de diferente, diferente de baques e tentativas desesperadas do TCP.

Grande parte da liderança do TCP correu pro Morro do Estado (TCP), que ainda permanece com a facção, mesmo passando por todos os problemas.

Uma grande concentração de traficantes no Estado, pode ocasionar uma invasão na região, e provavelmente o fogo será o Morro do Palácio, que pertence a facção ADA.

Por outro lado, a missão de exterminar o TCP em Niterói ainda não acabou, e o CV esta organizando uma "Grande Invasão" no Ingá, e provavelmente será no Morro do Estado.

Usariam como base o Morro do Cavalão (CV) que já está sendo fortalecido, e com bandidos de outras regiões de Niterói realizando reuniões no morro.

Vamos ver até onde o TCP irá aguentar em Niterói.

De grande, só restaram a Chácara, Arroz e Estado. e dois desses redutos, hoje, funcionam apenas como estica da facção.

CV Chega Atirando em Moradores em um Bar na Coronel Leôncio

Já chegaram na Coronel Leôncio (CV) e começaram as primeiras "mancadas" com os moradores da comunidade em Niterói.

Por volta das 16:00 hrs. Traficantes do Comando Vermelho perderam a cabeça dentro da comunidade da Coronel Leôncio.

Surtaram, e chegaram atirando em cima dos moradores dentro de um Bar, na localidade conhecida como " Largo Cravinhos".

Resultado dessa loucura praticada pelo Cv.

Dois moradores baleados. Um baleado na perna com gravidade, e o segundo baleado com um tiro de raspão no peito.

E é dessa forma que o Comando Vermelho quer ganhar a confiança dos moradores dentro da Coronel Leôncio, achando que todos são X9 (Informantes) do Terceiro Comando Puro dentro da comunidade.

Os moradores não gostaram e não entenderam esses ataques, mas a liderança avisou que vasculhará a comunidade atrás de informantes escondidos.

Novamente o Comando Vermelho agindo de forma grosseira contra os moradores de bem, que só querem viver na sua comunidade, com paz e sem confrontos.

Vamos aguardar.

Roubo sem autorização causou a morte dos 5 Jovens em Costa Barros

Como já relato aqui no Blog Crimes News, ontem aconteceu uma tragédia na Estrada João Paulo, nos acessos do Morro da Lagartixa (ADA) em Costa Barros.

Mas que poucos sabem, mas antes aconteceu um assalto de um carga de cervejas em Costa Barros.

Novamente, assaltantes do Complexo da Pedreira (ADA) em Costa Barros, realizou o sequestro da carga, mas foram infelizes no roubo, porque o caminhão tombou, em seguida foi saqueado pelos moradores.

Claro que a Policia foi acionada para acabar com a bagunça, e por lá ficaram, para pegar algum assaltante atravessando de Barros Filho até o Complexo da Pedreira na Estrada João Paulo.


Mas infelizmente, para o azar dos 5 jovens, em conjunto com a incompetência incrível dos Policiais do 41º BPM, eles fuzilaram o carro onde estavam os jovens.

No pensamento dos policiais, seria algum "Bonde do tráfico" chegando ao Complexo da Pedreira, pois estavam passando um Pálio Branco com 5 ocupantes e 1 moto logo atrás, com mais dois ocupantes.

Os policiais se precipitaram, e largaram o dedo sem dó pra cima do carro e da moto, que por sorte, os ocupantes pularam da moto e se protegeram.

Quando viram a " cagada" que fizeram, se desesperaram com a população se manifestando e tentaram fraudar o processo, implantando uma arma na ocorrência.

Mas sabemos que os jovens NÃO SÃO BANDIDOS, e os Policiais já se encontraram detidos no BEP (Batalhão Especial Prisional).

A Hierarquia Não Gostou desse caso

Segundo informações, os líderes do tráfico no Complexo da Pedreira (ADA) não gostaram de saber que o Assalto foi propulsor da chacina na Estrada João Paulo.

Os assaltantes roubaram sem a permissão dos traficantes Raro, Betinho e Arafat, os manda-chuvas do complexo.

Entre eles, já foi conversado que os roubos iriam diminuir no Complexo da Pedreira, para tirar o foco das operações, e também para fortalecer a venda de drogas e o plano de expansão.

Mas é impossível segurar o impeto dos assaltantes. Eles não aguentam ficar parado e ganhar somente com a venda de drogas, porque a maioria nem traficante é.

Por outro lado, o Arafat já estava furioso com os assaltos sem permissão, e depois desse caso, se algo cair em seu nome, ele tomará providências severas contra os subordinados.

Vamos aguardar.

PM Fuzila Carro com 5 Moradores e Inocentes no Morro da Lagartixa (ADA) em Costa Barros

Mais uma vez inocentes perderam a vida, por conta de um ERRO GRAVÍSSIMO da Policia Militar do Rio de Janeiro.

Ontem policiais do 41º BPM (Irajá) Fuzilaram um Palio Branco que estava saindo da Estrada João Paulo, entre os Morros da Terra Nostra e Lagartixa (ADA) em Costa Barros.

Mas no carro só tinha 5 moradores e pessoas que não tem envolvimento no crime, e todos morreram no local, porque o carro foi "crivado" de bala!!

Obviamente a População do Lagartixa desceu para protestar, e não deixar que os Policiais forjassem a ocorrência. Acreditem, ainda tentaram colocar uma "pistola" no porta-malas do carro, e foram flagrados pela população.

Resultado desse ERRO da PM.

Foto. Facebook

Quatro Policiais foram levados para o BEP (Batalhão Especial Prisional), levados pelos crimes de Fraude Processual e Homicídio.

Foram mortos os irmãos Wilton Esteves Domingos Júnior (20 anos) o seu irmão Wesley Castro (21), e os amigos Cleiton Corrêa de Souza (18) e os menores, Carlos Eduardo da Silva Souza (16 anos), e Roberto de Souza (16 anos).

Os moradores estavam retornando de um passeio no Parque Madureira, e estariam voltando para casa, quando foram surpreendidos pelos Fuzis do 41º BPM.

A família está completamente indignada com o caso, pois quase perderam mais dois primos, que estavam seguindo o carro com uma moto, mas se jogaram no chão quando ouviram os tiros.


Não tem desculpa pelo erro, mas é claro que os Policiais do 41º BPM (Irajá) agiram rapidamente, pensando que era algum grupo de traficantes atravessando para as perigosas favelas de Costa Barros.

Por que mais cedo, aconteceu mais um roubo de carga na região

Caminhão de Cerveja Saqueado

Por quê o 41º BPM (Irajá) estaria na Estrada João Paulo?

Simples, logo mais cedo, os traficantes da facção ADA, roubaram um caminhão de Cerveja, e estariam levando para o Morro da Lagartixa (ADA).

O Caminhão tombou, e os bandidos autorizaram que os moradores saqueassem as mercadorias. Infelizmente, é comum isso acontecer!  Infelizmente!

Coincidentemente, mas tarde aconteceria (ou aconteceu) o tradicional Baile entre a divisa do Morro da Pedreira e Lagartixa (ADA).

Novamente uma ação desastrosa do ADA refletindo na comunidade, em conjunto com despreparo e ação sem pensar da Policia Militar do Rio de Janeiro.

Nesse caso, quem é o pior e só prejudica a comunidade em questão?

Lembra-se..

O PM é um braço que age coercitivamente á favor do Estado..

O tráfico se criou de um resultado e descuido do próprio Estado..

Quando morre inocentes, como nesse caso. Lembre-se que sempre tem o Estado por trás de tudo.

Infelizmente, nossas condolências para as famílias dos Inocentes atingidos no Palio Branco! 

CV retoma a Bacia do Éden e expulsa o ADA

Os traficantes do Comando Vermelho concretizaram a invasão na Bacia do Éden em São João de Meriti, que era controlada pelo ADA.

Mas essa guerra estava acontecendo desde quinta-feira, com confrontos toda madrugada.

A Bacia do Éden era controlada pelo traficante Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, morto em Agosto de 2015 no Morro da Pedreira.

Mas o Playboy não estava com tempo para administrar a Bacia do Éden, e entregou 50% da comunidade para o traficante Fernando Lemos Gonçalves, o Bruxo, líder das comunidades em Rio das Ostras.


Por sua vez, o Bruxo apenas enviou soldados e fuzis para segura a Bacia do Éden, porque ele não costuma sair de Rio das Ostras.

Assim que o Playboy morreu, quem assumiu sua parte foi o traficante Carlos José Fernandes, o Arafat, que também optou por entregar grande parte da comunidade para o Bruxo.
Playboy

Há quase 1 mês, traficantes da Favela da Linha e India de São Matheus, estão se juntando com os comparsas do Castelinho (CV) para expulsar o ADA da Bacia do Éden.

Mas o ADA não conseguiu aguentar os baques do CV, e ontem, abandonaram a comunidade, deixando 100% para o CV.


Ainda perderam dois traficantes, conhecidos como Alan Beiçola e Berrel, que não sabemos a hierarquia de ambos no Éden.

Quem conseguiu fugir, foi para o Complexo da Pedreira (ADA) em Costa Barros, para pedir ajuda para os traficantes Raro e Arafat, chefões do complexo.

Traficante Bruxo Rio das Ostras
Bruxo
Provavelmente não será hoje, mas possivelmente vão tentar retornar para Bacia do Éden, assim que o próprio Bruxo decidir ajudar os comparsas a retomar.

Por enquanto, os traficantes do Castelinho bagunçam a comunidade, pinchando os muros com a sigla do "CV" e tirando fotos para postar nas redes sociais, com a intenção de debochar dos rivais.


É amigos.. isso é a guerra do tráfico em São João de Meriti, reflexo das ocupações no Rio de Janeiro.

Vamos aguardar.

Beirando a Falência. Sete Traficantes do Santo Cristo e Coronel São capturados no Morro do Estado

O Terceiro Comando Puro (TCP) de Niterói está próximo de abrir falência na região da Fonseca.

Perderam pelo menos três importantes redutos para o Comando Vermelho, que foram as comunidades do Coronel Leôncio, Coréia e Santo Cristo.

Por muita sorte, conseguiram pelo menos ficar com as comunidades do Pimba e Palmeira, e se desdobram pra se manter nelas.

Aguardam por reforços, mas já sabem que eles não irão chegar.

O TCP de Niterói está cheio de dívidas com os principais líderes da facção, e a retomada do Morro do Estado (TCP) custou muito para os bolsos dos líderes do Complexo do Santo Cristo e Serrinha.

Soldados do Morro da Serrinha (TCP) já saíram de Niterói, e levaram consigo membros insatisfeitos em Niterói.


O pouco que restou, quase 20 bandidos, ficaram nas comunidades do Pimba e Palmeira, e muitos recuaram para o Morro do Estado (TCP) no Ingá, região central.

E por falar no Estado..

GAT Captura 7 Traficantes no Hotel


Hoje os Policiais do 12º BPM, guarnição do GAT, receberam uma denúncia que traficantes do TCP estavam escondidos no Hotel Danúbio, em frente ao Morro do Estado.

Eram os traficantes que fugiram da guerra no Santo Cristo, e estavam arrumando abrigo dentro do Morro do Estado.

E cercaram os quartos. e acharam sete traficantes escondidos no total.


Prenderam 5 adultos e 2 menores de idade, inclusive entre eles, estava o traficante de vulgo "Maneirinho", frente do Morro Santo Cristo, que fugiu após o Comando Vermelho invadir.

Com eles foram encontrados tabletes de Maconha e Cocaína pronta para comercialização.

O caso foi registrado no 78º DP.

Ou seja, o TCP esta desistindo aos poucos de permanecer lutando pelo Coronel Leôncio, Coréia e Santo Cristo, e já admitiram que perderam essa batalha.

O próximo alvo provavelmente será os redutos do Pimba e Palmeiras, que teoricamente estariam mais bem armados na comunidade.

Enquanto os donos do Santo Cristo, Coréia e Coronel, tentam negociar um retorno para sua comunidade, o CV vai sambando na cara do TCP em Niterói.

Estão levando o inimigo próximo a falência.

Agora é só fazer a contagem regressiva de quando irão começar os "Baques" na Palmeira e Pimba.

Acredito que mais rápido que imaginamos.

Vamos aguardar.


Operação na Pedreira. Quase chegaram Perto do Setor do Arafat

Ontem aconteceu uma Operação no Morro da Pedreira (ADA) em Costa Barros, na zona norte do Rio de Janeiro.

Os policiais ficaram vasculhando a localidade conhecida como "Prédios" , que fica localizado no começo do Morro da Pedreira.

Seria mais uma operação para reprimir o tráfico de drogas, e recuperar veículos roubados pelo ADA.

Só que...

Eles não contavam que naquele momento, o traficante Carlos José Fernandes, o Arafat, estava dentro do Morro da Pedreira.

Morro da Pedreira
Morro da Pedreira

Obviamente, os soldados da Pedreira receberam as ordens expressas para abrir fogo contra a policia, para abrir caminho para o Arafat sair da comunidade.

Os soldados atiraram contra a guarnição, e segundo informações, até soldado inexperiente começou a abrir fogo também, com medo de uma represália do Arafat.

Os resultados dessa operação são irrelevantes, mas o quê chama atenção é notar que o Arafat esta andando pelos lados da Pedreira.

Lembrando que o frente do Morro da Pedreira é o traficante Emerson Brasil, o Raro ou 2R, chefe também do Morro da Lagartixa.

Arafat não costuma ficar na Pedreira


Seu território e base é em Barros Filho, no Complexo da Pedreira de um modo geral, ele só usa para arrecadar dinheiro, com as bocas da Terrinha, Final e Quitanda.

Segundo informações, os traficantes estão organizando novas invasões na região. Invasões que até então não tinha o "dedo" do Arafat, como a invasão do Muquiço.

Estão mirando invadir o próprio Muquiço, mas agora sob investimento total da Pedreira, e entrar no Morro do Gogó em Guadalupe (CV), um território que já foi do Arafat.

Há quem diga que o Arafat só entra em jogo pra ganhar, e não gosta de gastar munição á toa ou por pouca coisa.

De perfil diferente do antigo general, o Playboy.  O Arafat é calmo, frio e calculista, e não costuma conversar muito quando tem que cobrar alguém do seu grupo.

Até os próprios traficantes possuem um receio dele, e não costumam trata-lo de outra forma, que não seja o chefe do tráfico, que precisa ficar sabendo de tudo e respeitado.

Vamos Aguardar

Ex-frente da Barreira do Vasco tenta Retomar a Comunidade e Morre em Baque

Quem lembra da situação do tráfico na Barreira do Vasco (CV) em São Cristóvão, na zona norte do Rio de Janeiro?

Por lá, a hierarquia do tráfico vive brigando para ganhar cargo maior, depois que o traficante Cobra abandonou a comunidade.

Como informado num artigo em Setembro de 2015, um ex-frente da Barreira saiu da cadeia e exigiu o cargo de frente do tráfico.
Leia -> Ex-frente Exige Cargo na Barreira do Vasco 
Seu vulgo era Cocão, e quando saiu do presídio, foi desenrolar com o traficante conhecido como Parazinho, responsável pela tráfico na Barreira do Vasco.

Cocão queria o cargo de frente, por ser antigo e ter mais tempo no tráfico, mas o Parazinho nem deu ouvidos e mandou ele ralar da comunidade.

Ele ralou, mas foi para o lado do ADA do Complexo do Caju, com a única missão. Invadir a Barreira do Vasco para sua nova facção.

Desde que formou no tráfico do Caju, nunca tentou entrar na Barreira do Vasco, apenas aplicava tiros de longe e na divisa.


Mesmo com a informação que o Caju estava recebendo "caixas de Fuzis" todos os meses, para a famosa missão "complexo da Maré".

Pelo visto, o traficante Sassá não deu ouvidos para o Cocão, e muito menos quis patrocinar uma invasão na Barreira, pois não é interessante financeiramente para facção.

Mesmo assim, ontem ele tentou entrar na Barreira do Vasco (CV), mas foi surpreendidos pelos soldados do Parazinho, levando três tiros e morrendo na hora. Morreu com ele o traficante conhecido como Luizinho, que estaria nessa baque.


CV sai do Mato e Troca Tiros com Milícia no Cesarão. Mais perto da Retomada

Como informado no artigo anterior, o Cv está próximo de entrar nas comunidades do Cesarão (mlc) e Aço (mlc) em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Nunca ficou tão real a chance de tráfico prevalecer novamente, mas agora, patrocinados pelos chefões do Rodo e Antares, os traficantes Dinho Porquinha, Macarrão e Titio Rolinha.

Depois da Mega Operação nas comunidades do Rodo e Antares, onde ocasionaram as capturas dos Milicianos Léo do Rodo e PQD, ambos líderes no Cesarão, o CV se instalou na comunidade.

Aproveitaram que a Milícia recuou para Três Pontes, para organizar uma nova liderança no Cesarão e Aço, e entraram na comunidade, instalando um acampamento na área de mata.

Ainda tinha Milicianos na comunidade, e também escondidos.


Hoje a tarde os traficantes do Comando Vermelho apareceram no Cesarão, saíram da mata e vasculharam as Ruas 66,65, 64, 63, só que na Rua 2, bateram de frente com uma "ronda" da Milícia.

E o intenso tiroteio aconteceu, mas recuaram novamente para área de mata, na encosta do Cesarão.

Para chamar atenção do tráfico, a Milícia entrou na Favela de Antares (CV) e novamente o tiroteio aconteceu.

Foram recuando até a Favela do Rodo 1 e 2, e trocando tiros com os traficantes. Segundo informações, teve feridos no tiroteio.

Com a Cesário de Melo parada por conta dos confrontos, com certeza os moradores vão acionar o batalhão local para acabar com o confronto.

Mas o grupo encarregado em retomar o Cesarão, organizado pelo traficante Bruninho 13, ex-frente do Cesarão, ainda continuam localizados na área de mata.

Se não saírem, provavelmente na madrugada teremos mais surpresas nessa guerra pelo Conjunto Cesarão.

Traficantes do Gogó de Guadalupe Queima Vivo um Jovem Autista

Impressionante como conseguem fazer "m.." no Complexo do Chapadão (CV) na zona norte do Rio de Janeiro, e sempre são os mesmos..

Os comparsas de Guadalupe, Anchieta e Ricardo Albuquerque, bairros que compõem o Complexo do Chapadão.

Nessa semana divulgaram um vídeo de um jovem que foi executado no alto do Morro do Gogó de Guadalupe (CV).

O jovem estava no chão, sem a orelha, pronto para ser queimado no "microondas do tráfico", e no vídeo era possível ouvir os traficantes alegando que o rapaz era bandido rival, da favela do Muquiço (TCP) em Marechal Hermes.

Pior, o conteúdo é tão forte (não irei publicar aqui) que os bandidos tentavam arrancar a cabeça do jovem rapaz com um pedaço de madeira ou ferro, batendo insistentemente no seu pescoço.

Só que.. A equipe do Guadalupe News apurou o caso, e descobriram que o jovem executado não era bandido, e muito menos era morador da Favela do Muquiço (TCP).

Conhecido pelo apelido de "Juninho", ele era morador do Recreio dos Bandeirantes, e se perdeu e acabou caindo em Guadalupe.

Jovem executado no Gogó
Juninho. Foto: Guadalupe News


Mas como? Ele era autista, ou seja, não sabia onde estava e era completamente inocente, mas os traficantes do Gogó não ligaram, e executaram o jovem.

" Autismo: Transtorno Neurológico altamente variável, ou seja, mudam de animo e pensamento a todo momento. Pessoas autista não interagem com outras pessoas, tem deficiência na comunicação, e possui interesses repetitivo e restrito.."
A família informou para a equipe do Guadalupe News, que o jovem era fissurado em motos e na policia, e costumava andar com um rádio quebrado, se passando por um Policial 
(..possui interesses repetitivo e restrito..")

E acrescentaram, que o jovem era conhecido também como Neném, pois não conseguia dialogar direito, soltava as palavras sem sentido e sem explicação..

Ou seja, provavelmente bateu de frente com os covardes do Gogó de Guadalupe, e não tinha condições de se explicar, e acabou caindo no tribunal do tráfico.

A pergunta que fica agora é.. Eae, o quê vai acontecer?

Não é a primeira vez que os traficantes do Gogó de Guadalupe aprontam na região.

Já executaram pelo menos dois policiais, que já teve confirmação. Já executaram moradores, entopem as ruas de barricadas e roubam os pedestres nos acessos de Guadalupe, ou seja, tocam o terror no bairro.

Por isso são conhecidos como os "Sem Hierarquia", que são bandidos que não respeitam nem os próprios patrões do tráfico.

O Dono do Morro do Gogó é o traficante Dando da Mangueira, que está preso, e praticamente não da a minima para organização da sua comunidade.

O homem que lidera o tráfico de perto é o traficante conhecido como "Sobrinho", e é ele que libera essa baderna que acontece no Gogó e Adjacências.

Falando do tráfico especificamente  

O Gogó é tão desorganizado, que soldados estão escolhendo traficar em outras comunidades do Complexo do Chapadão, e alguns, trocando de facção.

Muitos se deslocaram para Santa Cruz e Nova Iguaçu, na zona oeste do Rio de Janeiro, e quem ficou, toca esse terror na área.

Tanto que essa desorganização já causou transtornos na presidência do Comando Vermelho, quando o frente do Gogó, o Cabeça (morto), desrespeitou os traficantes Fú e Claudinho da Mineira, que olhavam o Morro do Chapadão (CV) para o Marcinho PV.

O Fim do Cabeça foi o quê todos já sabem.. Buscaram por ele na Manhama (CV), foi executado, picotado e queimado no alto do Chapadão, como forma de aviso para os demais.

Já falei muito aqui sobre a organização, ou falta de, no Complexo do Chapadão (CV) inteiro.

Agora, e o caso do jovem "Juninho".

Como ficará?


Tráfico se Aproxima do Conjunto Cesarão e Favela do Aço em Santa Cruz

Os dias serão difíceis para os moradores das comunidades do Cesarão (mlc) e Aço (mlc) em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Há tempos o Comando Vermelho tentava invadir a Favela do Aço, ainda quando era controlada pelo Terceiro Comando Puro. Mas nunca tiveram sucesso.

Há tempos também, o CV tenta retomar o Conjunto Cesarão, depois de ter pedido para a mesma Milícia que controlou a Favela do Aço.

Atualmente, todas as terças e quintas tem confronto na Conjunto Cesarão. Os traficantes do Rodo (CV) entram e saem da comunidade, sempre baleando um envolvido com a Milícia.

Algumas vezes os moradores são acertados nos tiroteios, porque sempre o CV entra com carros e atirando pra dentro da comunidade do Conjunto Cesarão.

Agora, ontem a Policia capturou o Miliciano Léo do Rodo e PQD, e os dois organizavam o tráfico no Cesarão e Aço, e essas prisões podem ocasionar uma mudança na região.

Primeiro, vamos entender como funcionava aquela área.


Quando CV dominava o Conjunto Cesarão

Ali poderíamos considerar que era um Complexo, o complexo de Santa Cruz, formado pelas comunidades de Antares, Rodo 1 e 2 e Conjunto Cesarão.

Quem liderava o tráfico no Conjunto Cesarão era o traficante conhecido como Coroa. Apesar do nome, sua faixa de idade é na base dos 30 anos.

O Cesarão sempre foi bem armado na gestão do Coroa, e por incrível que pareça lucravam um bom dinheiro com a venda de drogas, e que na maioria das vezes, eram compradas pelos próprios moradores.

Tinha uma rivalidade saudável com os comparsas do Rodo (CV) que já era controlado pelos traficantes Titio Rolinha e Di Porquinho.


O único perigo que assolava no reduto do Coroa, eram os traficantes da Favela do Aço, dominada pelo Terceiro Comando Puro.

Aço é um reduto muito importante para o Terceiro Comando Puro, porque era controlado pelo traficante Rubinho do Aço, que praticamente foi um dos fundadores da facção.

Na época do Rubinho e do seu braço direito Marquinhos Binho, o Aço tinha um acordo de Paz com o tráfico no Cesarão.

Separados por uma divisa, mesmo assim era cada um no seu lado, e um respeitando o outro, mesmo sendo de facções diferentes.

Mas o Marquinhos Binho morreu, e quem assumiu o Aço, foi o traficante Nariz de Chumbo, sobrinho do Rubinho do Aço.

Aranha e Nariz de Chumbo.
Dai a guerra em Santa Cruz estourou de vez!

Nariz era segurança do traficante Aranha, que na época, era o "frente" do Complexo da Coréia, em Senador Camará.

Nariz tinha o perfil de guerra, gostava de trocar tiros com os rivais, e quebrou o acordo de PAZ que seu tio tinha com o Coroa, chefe do Cesarão.

Logo que assumiu invadiu as Ruas 23, 7, 1 e 41, que eram redutos controlados pelo Comando Vermelho, e praticamente estourou a guerra contra o Aço.

Mas o Aço era extremamente bem armado em Santa Cruz, mesmo sendo um reduto minusculo, mas bem fortalecido pelo Complexo da Coréia.

A fama do Nariz de Chumbo não foi longe, e acabou morrendo na saída do Complexo da Coréia, quando estava voltando para Favela do Aço.

Dizem que os Milicianos pegaram de bobeira na Cesário de Melo, mas existem outras versões.

Ele não repassava e prestava contas para o Rubinho do Aço da forma correta, e muito menos aceitava conselhos de outros traficantes da Favela do Aço.

A solução para acabar com isso foi simples. O Rubinho ordenou que retirassem a força o Nariz do comando. Ai é só usar a imaginação!

Quem assumiu o Aço foi o traficante conhecido como Zidane, e o CV já tinha retomado tudo que o Nariz invadiu, e a guerra foi amenizando.

Mesmo com essa guerra intensa entre TCP e CV, quem perdeu o primeiro território para Milícia foi o Comando Vermelho.

A perda do Cesarão

A Milícia de Três Pontes já vinha há dias ameaçando o Cesarão, prometendo dias melhores e o Fim do "crack" na comunidade.


Só que nessa época o Coroa já estava detido, e o homem que organizava o tráfico dentro do Cesarão, era o traficante conhecido como Bruninho 13, o frente do Cesarão.

Já nessa época, os soldados do Cesarão só ficavam alocados na Favela do Rodo (CV) e o Cesarão vivia abandonado.

Era possível se deparar com soldados e vapores no plantão, e somente isso. Mas ninguém ficava de bobeira na comunidade, nem mesmo o Bruninho 13, que só ficava no Rodo também.

Até que um certo dia o grupo do Carlinhos 3 Pontes deu as caras no Cesarão, e conseguiram tirar a Comunidade do Comando Vermelho no primeiro dia de guerra.

Assim que a Milícia entrou, num grupo de 30 homens fortemente armados, só restou a fuga para o grupo do Bruninho, que já estava no Rodo.

Quem conseguiu fugir.. fugiu, quem já estava no Rodo.. ficou pelo Rodo.

Tentaram voltar com ajuda do Rodo e Antares no mesmo dia, mas não aguentaram com o poder de fogo da Milícia.

Da cadeia, o traficante Coroa culpou o Bruninho 13 pela perda do Cesarão, porque estavam no Rodo no momento da invasão.

E ele ficou encarregado de retomar o reduto para o Coroa, mas já sabiam que iria ser uma missão impossível.

Os traficantes Titio Rolinha, Di Porquinha e Macarrão, ficaram com dó da situação do Cesarão, e autorizaram um auxilio para tentar retomar o Cesarão.

Óbvio que iriam ter preço na comunidade, caso retomassem para o Coroa.

O tempo foi passando, e o Coroa praticamente abandonou o Conjunto Cesarão, e não fortaleceu mais nada no seu bonde.

Para os moradores, com a Milícia no comando da comunidade, nada mudou. Continuaram vivendo a sua vida normalmente.

A perda do Aço

A invasão da Milicia no Aço foi a coisa mais fácil que já vimos.

Certo dia os Milicianos do Conjunto Cesarão foram até o Aço, mataram alguns gerentes e o frente da comunidade.

foto. http://oglobo.globo.com/

Pegaram os soldados, olheiros e vapores, amarraram e deram uma escolha para eles .. Largavam o tráfico e saiam da comunidade, ou morriam ali mesmo.

Claro que muitos fugiram e foram para Senador Camará.

Avisaram para os moradores do Aço que não queriam mais o uso de drogas na comunidade, e começaram a dar mantimentos.

Até um evento festivo organizaram na mesma semana, e muitos moradores aproveitaram o pouco momento de lazer que tiveram na sua comunidade.

Foi tranquilo, mas o quê parece não é!

O coração da comunidade do Aço é Terceiro Comando. Sim, sem o nome "Puro" no final. São os pioneiros da facção TC, onde gostam de denominar como TCR (Terceiro Comando do Rubinho) em alusão ao Rubinho do Aço.

Mas e o Rubinho, como ficou com a perda do Aço?

Ficou esquecido no presídio, procurando ajuda em Senador Camará, onde muitas vezes ninguém atendia o seu pedido.

Ele era considerado como fundador pelos antigos, pelos mais novos, era apenas mais um chefe do tráfico preso.

Futuro da Criminalidade do Aço e Cesarão

Dominados pela Milícia do Carlinhos 3 Pontes, a dissidência da Liga da Justiça do Toni Angelo, que separou da Liga do Batman.

Quem dava as cartas no Aço e Cesarão, era o Miliciano conhecido como PQD, que foi preso na última operação em Antares.


PQD era considerado o "diabo" em pessoa para os moradores das duas comunidades. Respiravam aliviado quando o mesmo não estava na comunidade.

Ele fazia a sua lei a força, e já castigou muitos viciados que desrespeitou a regra da Milícia, que é "Não Usar" drogas na comunidade.

Carlinhos não aceitava as suas decisões, mas acatava, para não tirar o respeito do "frente" perante as suas comunidades.

Mas hoje essa Milícia não vive nos melhores dias, e consequentemente, o grupo do Aço e Cesarão vem enfraquecendo, abrindo caminho para o CV.

Atualmente, o CV esta empenhando em retomar o Cesarão e ganhar de brinde o controle do Aço, e invadem todas as terças e quintas da semana.

Agora com reforços do Complexo do Chapadão, as invasões intensificaram, e quem lidera é o traficante Bruninho 13, ex-frente do Cesarão. Lembra dele?

Com a captura do Léo do Rodo, ex-traficante do CV que foi para Milícia, e principalmente a prisão do PQD, tudo pode mudar nas duas comunidades.

Segundo informações, desde ontem as favelas do Aço e Cesarão estão abandonadas e sem nenhum presença de Miliciano na comunidade.

Segundo boatos, parte do grupo voltou para Três Pontes, e um grupo está escondido fora das comunidades, só monitorando de longe.

Há quem diga que estão esperando o CV voltar para o Cesarão, para cercar as saídas e aniquilar de vez os rivais. Principalmente no Aço, um reduto com poucas saídas.

O CV já deve estar ciente do andamento das comunidades, e por essa razão não entrou de vez no Cesarão e Aço.

Entretanto, nesse meio tempo, os dois grupos podem dar espaço para a Milícia do Batman, organizada pelo Chico Bala. 

Eles querem retomar tudo que é controlado pelo Toni Angelo, Entendem que ele assumiu o controle no "golpe", e não é merecido.

Que situação em Santa Cruz.

Mas o Coroa, ex-chefe do Cesarão, já esta nas ruas, mas bem longe de Santa Cruz. Ele fica no Jardim América, controlando algumas bocas de fumo, e não liga mais para o Cesarão.

Enquanto isso os moradores das duas comunidades, ficam tranquilos, só aguardando se vão conviver novamente com as drogas rondando a comunidade, ou com a extorsão comum da Milícia.

Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos.


Policia Prende Líder do Tráfico no Morro da Covanca (CV)

São efeitos da guerra que armaram em Cascadura.

Pra ser mais claro, há tempos que o tráfico na Praça Seca se tornou um problema pra Segurança Pública do Rio de Janeiro.

Um tráfico que até hoje não foi aceito pelos moradores, porque trouxe os roubos, uso de drogas e a violência de um modo geral, para áreas que eram calmas na Praça Seca e Taquara.

Na Terça-feira os traficantes da Praça Seca foram "Baquear" o Morro do Fubá, em Cascadura, dominado por um grupo Miliciano.

O tiroteio intenso assustou os moradores, e chamou atenção das autoridades.

Hoje o Morro da Covanca (CV) amanheceu com policiais do 18º BPM (Jacarepaguá) vasculhando a comunidade, atrás dos responsáveis.

Conseguiram capturar o traficante conhecido como Não Me Viu, sem mais detalhes, ele assumia um cargo de responsabilidade na Covanca, perto de uma gerência.

Ele era integrante do conhecido "Bonde do Marreta", o bonde que tem o costume de invadir redutos Milicianos na zona oeste.

A pergunta é.. Será que um dia o CV dominará tudo na Praça Seca, ou a Milícia vai retirar os bandidos, ou será implantada uma Unidade Pacificadora na comunidade?

Sabemos que a 3º opção esta fora de questão, porque a verba para Segurança Pública está escassa, e hoje, o contingente é baixo para implantar novas unidades.

Mas para bandidagem é simples. Saiu um entra outro, e como eles gostam de dizer, e "O Crimes Rola"..

Vamos aguardar.


TCP tenta Entrar Novamente na Coréia de Mesquita

A situação em Mesquita não está as melhores.

Há dias a população vem enfrentando uma "Guerra entre facções", que não tem hora e nem dia para acabar.

Acompanhando desde o inicio, o Terceiro Comando Puro apareceu com tudo em Mesquita, apoiado por ex-traficantes e ex-milicianos de Mesquita.

Tomaram a Barreira de Mesquita, e avançaram para o Morro do Rato, que fica bem próximo do foco da guerra.

E nos dias que passaram, um grupo do TCP entrou com tudo na Coréia de Mesquita, que relativamente é um dos redutos mais fortes do Comando Vermelho.


Exterminaram a liderança do CV, e fez o quê quis pelas ruas da Coréia.

Mas não ficaram, recuaram para Barreira de Mesquita, aguardando o melhor momento para fincar a bandeira da facção TCP.

As tentativas do TCP em entrar na Coréia de Mesquita é tão insistente, que o CV adotou outra tática, a já conhecida tática do "revide".

Prometeram revidar nos traficantes que estão ocupando o Morro do Rato, e caso se confirme, vão expulsar os rivais um a um.

Uma tarefa extremamente difícil, pois é nitido que o TCP foi para ficar em Mesquita, e estão recebendo guarida para concluir essa missão.

Não sabemos até quando essa guerra por território irá continuar, mas pelo jeito que a banda toca, vai durar muito tempo.

Vídeo da Operação do Rodo e Prisão do Léo do Rodo

Como já relatado, ontem vários departamentos da Policia realizaram uma operação nas comunidades do Rodo e Antares, em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Capturaram seis envolvidos com o tráfico, e mais dois meliantes próximo a Favela de Antares.

Um dos homens capturados em Antares, era o ex-traficante Léo do Rodo, que hoje, estaria atuando na Milícia de Campo Grande há mais de 1 ano.

Foram recolhidos munições e armamento com os oito capturados.


Ainda hoje, o clima em Santa Cruz não é dos melhores.

Assista a matéria dessa operação.

Moradores relataram momentos de tensão na Invasão do CV ao Morro do Fubá em Cascadura

Como informado aqui no Blog Crimes News, ontem os traficantes do Comando Vermelho tentaram invadir o Morro do Fubá, em Cascadura, na zona norte do Rio de Janeiro.

Dois grupos de traficantes do Morro São José Operário, a Barão, atacaram o Morro do Fubá pelo alto e pelos acessos.

Os moradores relataram o momento de perigo e medo na comunidade, e relataram que tinha mais de 20 bandidos dentro do Morro do Fubá.

Como falado no artigo anterior, a Policia Militar ficou aguardando na Rua Solto, uma via de acesso ao Fubá, porque o confronto estava intenso dentro do morro.


Mas foi apenas um "baque", um sinal que estão de olhos no reduto Miliciano em Cascadura.

Viram que foi fácil dominar o Fubá, e colocar pra correr os Milicianos Playboy e Leleo do Campinho, homens que organizam a Milicia na região.

Da próxima vez, prometeram que vão entrar pra ficar.

Será mesmo?

Traficantes Matam Policial Militar no Morro da Providência (CV)

A policia cercou o Morro da Providência (CV) na região central do Rio de Janeiro, depois que os traficantes realizaram uma emboscada contra um Policial Militar.

Na madrugada, os policiais realizaram um patrulhamento de rotina na localidade conhecida como "Pedra Lisa", e bandidos atiraram pra cima da guarnição.

Um PM foi atingido no pescoço, foi levado para o hospital, mas não aguentou os ferimentos e acabou falecendo.

O soldado tinha apenas 29 anos, e estava na PM desde 2013.


Mais um crime para a conta do traficante Evanilson Marques da Silva, o Dão da Providência, irmão do poderoso Sapinho, chefe do tráfico no morro.

O tráfico na Providência esta a todo vapor, inclusive fortalecendo os comparsas da Tijuca.

Se for para matar Policiais da UPP no morro, o grupo do Dão não pensa duas vezes, e muito menos ficam intimidados com o cerco que a policia realiza.

Providência voltando a ser Providência.

Será?




CV Bagunçou o Cesarão Ontem. Hoje, Operação no Rodo Captura o Léo do Rodo, o Miliciano.

Os baques de "Terça e Quinta" no Conjunto Cesarão (Milícia) está custando caro para os redutos do Comando Vermelho na zona oeste do Rio de Janeiro.

Ultimamente, os traficantes do Rodo, Antares e refugiados do Chapadão (CV), tem invadindo o Conjunto Cesarão (milicia) toda terça e Quinta feira.

Como sempre relatado essas invasões, geralmente não deram em nada.

Só gastaram bala, aterrorizaram os moradores do Cesarão e do Aço, e perderam soldados na maioria das vezes.

Esse é o reflexo que a UPP causa nas comunidades. Só anunciaram que o Chapadão ganharia uma UPP, que os traficantes trataram de se deslocar, e começar a expandir.

A expansão em Seropédica e Nova Iguaçu, também tem dedo dos refugiados do Complexo do Chapadão, em união com os comparsas de Grão-Pará.


E sempre contra a Mílicia, o grupo para-militar e criminoso do Rio de Janeiro.

Prisão do Miliciano Léo do Rodo

Por conta do "Baque" no Cesarão, desde o inicio da manhã o BAC, COE, PM e Policia Federal, entraram nas comunidades do Antares e Rodo.

Trocaram tiros com os traficantes, e prenderam seis envolvidos com o tráfico no Rodo, e apreenderam munições, cocaína, maconha e pedras de crack.

E a prisão mais estranha ainda.

Foto da Ultima prisão do Léo do Rodo
Na divisa entre o Rodo e Antares, capturaram o ex-traficante e agora Miliciano, Leandro Pereira da Silva, ou conhecido como Léo do Rodo.

Léo do Rodo era traficante e atuava no Comando Vermelho da Favela do Rodo, mas assim que saiu da cadeia em abril de 2013, presenciou uma "cobrança" estranha em sua favela, onde a maioria dos "crias" estavam morrendo na mão dos "frentes".

Foto: https://twitter.com/PMERJ
Correu rapidamente para os braços da Milícia de Campo Grande, que lhe fez uma proposta para integrar ao grupo, em troca, ele ajudaria na entrada da Milicia nas favelas do Cesarão, Antares e Rodo. Redutos do CV na época.

O Conjunto Cesarão foi concluído, mas até hoje o Rodo e Antares não!

Em todas as tentativas de invasão da Milícia, o Léo do Rodo se fazia presente, junto com os comparsas Zulu e Formigão, guiavam os para-militares na Favela do Rodo.

Conseguiram derrubar alguns lideres nessa ação.

foto: https://twitter.com/PMERJ
Inclusive ontem, na tentativa do CV no Cesarão, conseguiram balear no peito o traficante conhecido como Jeremias, que teria assumido o posto de "frente" no Rodo.

Mas estranhamente o Léo do Rodo foi capturado hoje, na encosta do Antares. Junto com ele, estava o Miliciano conhecido como PQD, que ocupava o cargo de frente na Favela do Aço, também em Santa Cruz.

Pelo que parece, ele foi descartado pela Milícia, pois é estranhar, numa mega operação com vários departamentos em Antares e Rodo, ter a presença de Milicianos fortemente armado nas proximidades!

No carro que ele estava, foi apreendido 1 fuzil 7.62, 1 pistola .45 e 1 pistola 9mm e carregadores.

Sem dúvidas, foi queima de arquivo!

Dias tenebrosos em Santa Cruz!


Comando Vermelho Invade o Morro do Fubá em Cascadura

Ontem de madrugada acompanhamos mais uma "guerra por território" no Rio de Janeiro.

Dessa vez foi em Cascadura, e o reduto guerreado foi na Fazenda Da Bica, ou conhecido também como Morro do Fubá, um reduto Miliciano.

Acompanhamos as noticias no Twitter.com assim que começaram os confrontos, pois, os moradores pediam ajuda e relatavam os tiroteios através dele.

De primeiro momento, pensavamos que era mais uma tentativa de invasão dos traficantes do ADA do Morro da Saçu (ADA) em Quintino. Haja visto que eles rivalizam com o Morro da Caixa D'água (milicia) outro reduto Miliciano na região.

Até os próprios moradores ficaram sem saber quem eram os invasores do Fubá, e ficou uma grande incógnita naquele momento.


Para nossa surpresa (ou não) segundo informações, a tentativa de invadir o Morro do Fubá, foi iniciado pelo Comando Vermelho da Praça Seca.

Como Foi a Invasão no Morro do Fubá

Traficantes do Morro São José Operário ou Barão, saíram da Praça Seca para começar a invasão no Morro do Fubá em Cascadura.

Parece que não, mas os dois redutos são colados, separados por uma área de mata.

E sabemos que o "Bonde da Barão", o famoso "bonde do Marreta", são treinados para guerrear em área de mata, conseguem ficar por dias acampados, e já demonstraram isso nas invasões do Morro do Jordão (milicia) e da própria Barão, quando ainda era Milicia.

Foram separados dois bondes para essa invasão.

O primeiro avançou pela região de mata, e o segundo, foi pelos acessos do Morro do Fubá, se concentrando na Rua Clarimundo de Melo.

Clique para Ampliar o Mapa do Confronto no Fubá.
O grupo que foi pela rua, se concentrou no pequeno morro que fica em frente ao Morro do Fubá. Conhecido como Morro do Cagão, os dois são separados apenas Rua Clarimundo de Melo.

Já o segundo bonde do Comando Vermelho, foi concentrado na região de mata, porque já existia um acampamento do "Bonde do Marreta" naquela área.

Esse acampamento fica no Morro da Bica, uma área extensa de mata, e de lá, eles conseguem ter a visão dos Morros do Campinho e Fubá, ambos redutos Milicianos em Cascadura.

A invasão foi como todos imaginavam.

O bonde que ficou na "mata" começou aplicar tiros pra cima dos Milicianos do Fubá, e o segundo bonde aplicava de cima do Morro do Cagão na Clarimundo, e um pequeno grupo entrou pela Rua Ferraz, para pegar algum Miliciano saindo do morro.

Quando começaram os confrontos, os Milicianos do Campinho ficaram em estado de alerta, e foram avisados pelos comparsas do Fubá que o Comando Vermelho estava invadindo.

Do Campinho, começaram aplicar tiros pra cima do Acampamento do Comando Vermelho na área de mata.

E abriram caminho para uma fuga dos Milicianos do Fubá, que abandonaram a comunidade rapidamente, porque estavam em um número menor no confronto.

Quase que pela madrugada, um veículo blindado foi posicionado no final da Rua Souto, para aguardar o melhor momento para subir no Fubá, porque já tinha traficante na comunidade.

Rua Souto.
Quando receberam o sinal, entraram no Fubá.

Moradores relataram que tinha policiais naquele momento, mas praticamente não fizeram nada, porque não tinha nada a fazer. O confronto no alto entre Campinho e Barão estava intenso, e de baixo, o "bonde" que ficou no Cagão, estava aplicando pra quem ficasse de bobeira.

Boa ou não, foi uma estratégia inteligente do Comando Vermelho, porque pegou os Milicianos dos dois lados do Fubá.

O quê deu na mídia

O dia amanheceu, e o quê deu na grande mídia, foi apenas o relato de tiros no Morro do Fubá, e a confirmação do 9º BPM (Rocha Miranda) que realmente houve confronto na comunidade.

E pela manhã mesmo, estão realizando uma operação na região conhecida como Raia, onde ficou uma concentração grande de traficantes do Comando Vermelho.

Ainda não teve um resultado da operação, só no decorrer do dia.

Fatos que Excluem o ADA dessa Guerra

O ADA foi cogitado nessa invasão ao Fubá, por estarem localizados ali perto, e por terem rivalidades com o Morro da Caixa D'água, também reduto Miliciano.

Invadir o Fubá esta no "cartel" de invasões do "consórcio do ADA", onde vários bondes de vários locais ajudam a tomar. Foi assim no Juramento, Estado, Guaporé e Quitungo, e está sendo assim na Favela da Carobinha em Campo Grande.

Só que o traficante Alexandre Bandeira de Melo, o Piolho ou Professor (preso) chefe e dono do Complexo do 18 em Água Santa, tem ou tinha um acordo com os Milicianos do Fubá.

Piolho ou Professor.
Onde nenhum grupo tenta tomar o território do outro na região, mas esse acordo é apenas como Fubá e Campinho, na Caixa D'água, o acordo entre eles é "Bala".

Mas hoje, quem organiza o tráfico diretamente no Complexo do 18, são os traficantes conhecido como Jean e Nem do 18, seu braço direito.

E são conhecidos por combater a Milícia da região, e são muito ligados com o Complexo da Pedreira (ADA) em Costa Barros, de onde várias invasões saem do papel.

Não sabemos como ficará o acordo com o Morro do Fubá, porque inclusive, os moradores de ambas comunidades podem transitar livremente, sem ser estranhados por grupo criminoso algum.

Caso o Comando Vermelho entre pra ficar no Morro do Fubá, esse acordo não existirá, e a FAETEC Quintino, poderá ser a nova faixa de Gaza, separando o Fubá, dos redutos da Saçu (ADA) e Lemos de Brito (ADA).

É, isso são os traços da guerra.

Porque o CV entrou tão fácil no Fubá?

Administração dos Milicianos do Fubá

Segundo informações, ultimamente administração do Morro do Fubá se encontra enfraquecida.

O dono do morro, o miliciano conhecido como Nam, teria sido morto pelos próprios comparsas, e quem assumiu não consegue organizar os negócios.

Os atuais chefes do Fubá, são os Milicianos conhecidos como Playboy do Fubá e Leleo do Campinho, e são irmãos!

Ontem no confronto, eles ordenaram que os soldados da Milícia recuassem para o Campinho, com medo de bater de frente diretamente com o Comando Vermelho.

O Fubá já enfrenta problemas, agora com o avanço do tráfico no seu reduto, os dias podem piorar.

Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos.


Policia Captura Traficante Molusco, ex-chefe do tráfico na Favela da Quitanda

A Policia aplicou mais um desfalque na hierarquia do Complexo da Pedreira (ADA).

Policiais do 31º BPM realizaram a captura do traficante Caio Fernando Santos da Silva, conhecido como Molusco.

Ele foi capturado no Parque das Rosas, na Barra da Tijuca, na companhia de sua mulher.

O Molusco já era procurado por ocupar um cargo de responsabilidade na Favela da Quitanda, e já tinha dois mandados de prisão por Roubo Majorado.

No momento da prisão tentou oferecer uma quantia em dinheiro para os Policiais, que negaram e encaminharam para 16º DP (Barra da Tijuca).

Mais um chefe capturado na Barra da Tijuca, onde provavelmente estava curtindo sua vida fora do território criminoso onde atuava.

Só que...

prisão molusco quitanda

Molusco estava de Licença da Quitanda

Ele não estava ocupando cargo de chefia no tráfico da Quitanda, muito menos participando dos bondes que assaltam na região.

Em Janeiro de 2014 ele foi capturado por agentes do BOPE na Quitanda, mas no mês seguinte, ele ganhou a liberdade por falta de provas.

Naquela época ele assumia o cargo de "frente" na hierarquia da Favela do Quitanda.

Depois que se lesionou por conta de operação na comunidade, ficou impossibilitado de assumir qualquer cargo e começou a se recuperar, pois não podia andar.

Passou o cargo de frente para o traficante conhecido como Esquecero, e viveu esquecido no Complexo da Pedreira, mas recebendo seu dinheiro até se recuperar.





O tráfico na Quitanda sofreu muita baixa durante os anos, e começaram adotar a prática de realizar assaltos na região, para abastecer os cofres da comunidade.


Vender drogas ficou em segundo plano, até o momento que o Playboy morreu, e o Arafat assumiu a responsabilidade como chefão.

Sem o Playboy na jogada, o Arafat começou articular uma trégua nos roubos em Costa Barros, para não ganhar operação na sua área.

Na época, as bocas da favela do Final Feliz (ADA) da Pavuna, estava sofrendo baixas por conta dos excessos dos assaltantes da Quitanda.

Arafat entrou em acordo com o Fera, Coroa e com todos os gerentes do Quitanda, e aceitou ficar de sócio nas bocas da Quitanda, mas em troca, diminuiriam com os roubos na área.

Hoje a Favela da Quitanda possui 3 bocas de fumo apenas, onde o Arafat é sócio 50% nas vendas das drogas, que são fornecidas pelo traficante Coroa. O traficante Fera, dono do Quitanda, recebe uma quantia pelas vendas.

Assim todos saíram lucrando e os problemas acabaram no Quitanda, e principalmente para os responsáveis na favela, que são os traficantes 500 Mortes, Peludinho, Tiroteio e Nem.

Em qual parte o Molusco entra nessa história?

Simples. Assim que voltasse a caminhar normalmente, ele assumiria o cargo de "frente" na Favela do Quitanda novamente, em conjunto com os outros frentes que já estão na hierarquia.

Com muitos manda chuvas na Quitanda, provavelmente iria acontecer uma divisão de cargos entre as favelas do Complexo da Pedreira, e possivelmente uma aceleração no processo de expansão do ADA.

Hoje, os traficantes pretendem entrar nas comunidades da Palmeirinha, Muquiço e Para-Pedro, e os frentes da Quitanda tem interesse nos cargos de chefia.

Carobinha Próxima de Voltar para a Milicia

Esse mundo do tráfico e facções é bem corrido, e pode mudar a qualquer momento.

Na semana passada, a facção ADA e o grupo do traficante Pixadão, estavam próximos de concretizar a retomada da Favela da Carobinha em Campo Grande, na zona oeste.

Desde que começou essa guerra, ficaram por dias nas localidades da Quadra 100 e Pantanal, sempre trocando plantões com os comparsas da Vila Vintém (ADA) em Padre Miguel.

Até porquê, os mandantes dessa retomada foram os traficantes Celso Russo, chefe da Vintém, e Professor, chefe do Morro do 18. Claro, contaram com ajudas do Complexo da Pedreira, Urubu e Juramento.

Mas pelo visto, não adiantou muita coisa.

Sim, conseguiram expulsar o Miliciano Naldo e seu grupo da Carobinha, mas não suportaram as operações policiais. Todo dia tenha BOPE ou PM para retirar os traficantes do mato.

Dia após dia, tinha soldado insatisfeito no meio do confronto, querendo largar tudo e voltar para seu território.

Muitos não são acostumados guerrilhar e acompanhar em área de mata, ainda mais acordar quase todos os dias com a policia no cangote.

Muitos recuaram para Vila Vintém, alegando vários problemas, como segurança, falta de bala, ferimentos e etc. Nessa hora, aparecem as mais variadas desculpas.

Até os comparsas do Complexo da Pedreira (ADA) começaram a recuar, e a cada dia desciam com poucos reforços para trocar plantão na Carobinha.

O próprio Carlos José Fernandes, o Arafat, começou a recuar os investimentos na Carobinha, e pedir o retorno dos armamentos e dos soldados.

A derrota do ADA para as autoridades era questão de tempo.

A Milicia ficou de fora observando tudo, e gostando do que viu!

Atualmente NÃO PODEMOS AFIRMAR que a Carobinha é ADA, mesmo com traficantes da Vintém aparecendo na Quadra 100 as vezez.. bem as vezes.

Até os próprios moradores, que estavam esperando um guerra sangrenta e diária, ficou impressionado que o terror era só por conta das operações.

Nenhum morador foi esculachado ou cobrado por suspeita de participar da Milícia. No inicio da guerra o ADA matou alguns suspeitos, mas a maioria trabalhava dentro da Carobinha.

Não sabemos o quê falta para definitivamente saírem do mato e decretarem a Carobinha ADA. Mas suspeitamos algumas razões.. ou melhor, várias razões.

1 - Poucos soldados para decretar a retomada por completo

2 - A fonte secou. Dinheiro, armas e arrego necessário.

3 - A vontade acabou. Simplesmente ficaram sem paciência com as operações policiais.

Claro que podem ter outros motivos, mas da na cara que os principais são esses!

Do dia pra noite o ADA pode assumir o controle da Carobinha? Sim, até podem. Mas não parece que vai acontecer.

As autoridades não irão recuar, os Milicianos não vão voltar nesse clima, e o ADA não vai se reforçar mais do que já se reforçaram.

Finalizando.

Não deu em nada!

Claro, tudo pode mudar.. O mundo do tráfico carioca é uma caixinha de surpresa.

Mas pense. se até o bonde da Vintém recebeu as ordens para recuar, por quê os bondes do 18 e da Pedreira ficariam entocados nos matos da Carobinha?

É de se pensar!



Operação Captura 2 Traficantes do Comando Vermelho na Teixeiras, na Taquara

Hoje o Comando Vermelho tomou um pequeno prejuízo no seu reduto recém tomado em Teixeiras, na Taquara, zona oeste do Rio de Janeiro.

No artigo anterior, informamos que o grupo do traficante Da Russa investiu numa invasão dentro do reduto de Teixeiras, na Taquara. Um local infestado de Milicianos.

É mais uma daquelas invasões sem "pé e nem cabeça", e pior, sem fundamento algum para ganhar investimento.

Acontece que, alguns bandidinhos "pé de chinelo" começaram a pedir cargo dentro do tráfico na Praça Seca, principalmente no Morro São José Operário, a Barão, reduto do Da Russa.


Como o Comando Vermelho necessita de soldados com pouca importância, e que custe barato o salário, eles abrigaram vários crias de muitas áreas da Taquara e Praça Seca.

Esse problema administrativo do tráfico na Praça Seca não é de hoje, e enfrentam problemas para abrigar mais soldados, e principalmente, pagar todo os soldados em dia.

Por essa razão, o Da Russa teve a "brilhante" ideia de atravessar para os redutos Milicianos, e com pouca segurança. Não pelo lucro, mas sim para "desafogar" a Praça Seca de bandidos, e salários para pagar.

Investiu "milhares" de reais na guerra pelo Morro do Jordão na Taquara. Ok, essa guerra tinha autorização do Luis Claudio Machado, o Marreta, dono de tudo na Praça Seca e chefe maior do Da Russa.

Inclusive contaram com ajuda de outros traficantes do Comando Vermelho, que enviaram soldados que se refugiaram do Juramento, assim que o ADA retomou no começo do ano.

Mas não sustentaram a guerra no Jordão, e tiveram que recuar novamente.

Da Russa abraçou a  "missão" de invadir o Jardim Novo no Realengo, entrando na comunidade do Cosme Damião, mas novamente só gastaram munição e dinheiro.

Tiveram a informação que o Jardim Novo estava enfraquecido, juntaram alguns "crias" e tentaram a sorte por lá.

O problema é que a Milícia odeia o Comando Vermelho, e na maioria dos redutos Milicianos, os moradores preferem o grupo-paramilitar ao invés do tráfico batendo em sua porta.

Quem já nasceu e se criou com os Milicianos dando as ordens na comunidade, não consegue enxergar a sua comunidade dominada pelo tráfico. com bocas de fumo, viciados em cada esquina, roubos e o aumento da violência.

Por essa razão denunciam fortemente.

No Jardim Novo, o Comando Vermelho tomou bola novamente.

Invasão na Teixeiras para desafogar a Barão


Agora a invasão do momento é na Teixeiras, na Taquara, outro reduto fraco da Milicia.

Uma invasão organizada por soldados de "Baixa hierarquia" na Barão, que convenceram o Da Russa em investir naquela região, por não ter proteção.


Se enganaram de novo. Pior, a Milicia realmente é fraca, mas os moradores NÃO QUEREM o tráfico por ali, e entupiram o telefone do batalhão de denúncias, a partir do momento que o CV pisou na comunidade.

Obviamente o 18º BPM foi acionado e as operações começaram.

Hoje estouraram um acampamento do tráfico, e capturaram dois envolvidos, e de quebra, recolheram 1 Fuzil, duas pistolas e uma sub-metralhadora.


Em outras palavras, outro prejuízo para o bolso do Da Russa, ou melhor, para os cofres do Marreta.

Pessoas próximas da região e leitores do Blog Crimes News, não conseguem entender o porquê de invadir Teixeiras.

Um reduto pequeno, com vasta área de mata, e com apenas 2 saídas, uma para Taquara e a segunda para Realengo, ou seja, fechou as saídas, de resto é só vasculhar o mato para pegar os "Tarzans"  do CV.

Pelo que me consta, nessa invasão da Teixeiras, o grupo que está dando aquele auxílio, é a "série C" dos Guerrilheiros da Praça Seca.

Digo Guerrilheiros, porque são traficantes com treinamento militar, e que conseguem se virar por dias no "mato". Resumindo, são altamente preparados para invadir por dias sem sair da comunidade.

Coisa que a facção ADA não consegue fazer para ficar 100% na Favela da Carobinha em Campo Grande. Eles não são soldados "Tarzan", e isso custou caro. (Fica pro próximo artigo)

Para finalizar, essa é a primeira de várias operações que acontecerá na Teixeiras e Santa Maria.

Os dois que foram capturados hoje, são nascidos e criados na Santa Maria, pra você vê que o CV não terá vida longa nessa guerra.

Se a própria comunidade denunciou os ditos "crias", é porque não tem nenhum consideração por nenhum traficante, mesmo se for cria de berço.

No mais, vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos.


Policiais da UPP Prende dois Suspeitos no Morro da Baiana (CV)

Difícil aparecer algo relevante de lá hein!

Hoje os Policiais da UPP, pegaram dois suspeitos de bobeira no morro da Baiana, dentro do Complexo do Alemão.

Essa unidade é responsável também pela segurança do Morro do Adeus (CV), que há dias atrás, sofreu uma reviravolta de comando, entre as facções TCP e CV.

Os dois suspeitos que capturaram hoje, seriam olheiros do tráfico, e estava com atitudes suspeitas próxima aos policiais.

foto. https://twitter.com/upprj
Como no Complexo do Alemão policial vive "escaldado" 24 horas por dia, devido aos ataques do Comando Vermelho, os policiais fizeram abordagem e encontraram uma Pistola 9mm.

Coisa pouca.

Horas atrás, apreenderam seis caça níqueis num Bar dentro da comunidade.

Ocorrências pequenas, se compararmos a periculosidade do Complexo do Alemão.

Mas vale a pena relatar.




TCP Continua Expandindo em Mesquita. Agora foi a vez da Coréia

Novamente os traficantes do Terceiro Comando Puro se tornou a "pedra no sapato" para os traficantes do Comando Vermelho em Mesquita.

Estamos acompanhando essa guerra desde o inicio de Novembro, quando de fato as tropas do TCP avançaram para Mesquita e tomaram a Barreira de Mesquita.

A Barreira era reduto do traficante Ricardo Chaves de Castro Lima, o Fú da Mineira, que ganhou a Barreira no famoso "desenrolado alto" de cadeia.

Como explicado nos artigos anteriores, assim que o CV se instalou na Barreira de Mesquita, o Traficante PL, chefe na Coréia e na Chatuba, ficou com a Barreira.

Mas o Fú entendia que a Barreira era dele por direito, e realizaram uma reunião no Morro do Chapadão (CV) em Costa Barros, e decidiram que a Barreira iria ser do Fú e ponto final.


PL perdeu o braço de ferro com a cúpula, sendo assim, apenas reforçou os seus territórios, que são a Coréia de Mesquita, K11 e Chatuba, onde ele domina apenas a parte do "Bicão".

E assim começaram as bagunças e insatisfações em Mesquita, que acabou virando essa guerra que estamos acompanhando nos dias atuais.

Fú abandonou a Barreira de Mesquita

As invasões só começaram por parte do TCP, porque o Fú praticamente deixou abandonado os seus comparsas da Barreira de Mesquita.


Tinha pouco armamento, e só tinha atividade (olheiro) nas ruas da comunidade, e os vapores vendendo as drogas. Quase não tinha fuzil para fazer a segurança da comunidade.

Haja visto que era um reduto cobiçado por um grupo Miliciano.

No íntimo, cercado pela Coréia, K11 e Chatuba, o Fú contou com o poder de fogo dos comparsas, que poderia intimidar um possível invasor na Barreira.

Hoje vimos que isso não aconteceu!

Até que dia 3 de Novembro de 2015, homens armados entraram com 3 Kombis na Barreira de Mesquita. Sem saber se eram Milicianos ou rivais, os traficantes correram para Coréia de Mesquita e por lá ficaram até hoje.

Quando deram por si, viram que eram os bandidos do Terceiro Comando Puro, em conjunto com alguns crias de Mesquita, ex-Milicianos e bandidos da Favela de Acari.

Entraram na Barreira e por lá ficaram até hoje.

Sempre contando com as operações policiais para evitar o confronto, onde ocuparam por dias a Barreira de Mesquita.

Negociação para Vermelha Mesquita

Os soldados do Fú esperaram uma negociação na cadeia, onde possivelmente os soldados do PL e da Chatuba, iriam ajudar um retorno na Barreira de Mesquita.


Na real, não aconteceu como esperavam, e só começaram a invadir para retomar a Barreira, porque os traficantes do TCP ameaçavam invadir a Coréia e parte da Chatuba.

No íntimo, PL não se importou que o Fú perdeu a Barreira, mas quando o perigo chegou perto do seu território, ele começou a se mexer.

Os seus subordinados seguraram todas as tentativas de invasão na Coréia, até o presente momento. Na Chatuba nem se fala, o TCP apenas aparecia para dar tiro de longe, ficava só um pouco nos acessos e recuavam.

Enquanto isso, o TCP se fortalecia na Barreira dia após dia, e se tornaria um perigo para o Comando Vermelho.

Quando a Coréia Terceirou

Estava tudo muito quieto pelos lados de Mesquita.

Parecia que o CV assimilou a perda da Barreira, e deixou que os rivais ficassem, se organizando para um plano futuro.

Os traficantes Criam, Gessandro, Draculão, Aldair, Jota e PL, todos líderes na Chatuba de Mesquita, não deram a minima para o TCP.

PL
Na Coréia era diferente, o PL sabia que a qualquer momento, algum soldado poderia ser seduzido pelo TCP, e o resto todos já sabemos.

Mas o quê aconteceu..

Os Policiais ocuparam a Barreira de Mesquita, e os traficantes se esconderam na região de mata, na divisa com a Coréia de Mesquita.

Coincidentemente, parte da liderança da Coréia estava escondida também na área de mata, pois estavam com receio de ficar escondidos em casas, por conta de alguma operação "certeira".

Era toda a liderança nomeada pelo PL, que gosta de dar poderes para vários traficantes nos seus territórios, para evitar "brigas" e golpes.

Com informação que a liderança do PL estava escondida e juntas no mesmo local, os traficantes do TCP pagaram uma alta quantia para o X9 (informante) e foi até o local, na área de mata da Coréia.

Aconteceu o quê todos esperavam, balearam e executaram todos os traficantes da hierarquia do PL. Foram executados os traficantes Nk, Rex, Oval, Chebinha, Caladão e Sapinho.

NK ocupava o cargo de Gerente-Geral da Coréia, e foi o mais esculachado pelos traficantes do TCP que ocupavam a Barreira de Mesquita. Sem dúvidas, foi por magoas antigas.

Coréia de MEsquita

No outro dia, a Policia subiu no alto da Coréia e encontraram corpos carbonizados, e restos mortais dos traficantes.

Quando chegou um "toque" nos presídios, que o TCP tinha trucidado a liderança da Coréia, K11 e Chatuba, todos de confiança do PL, foi um desespero.

PL mal conseguia montar uma nova liderança para Coréia e K11, porque sabia que estava cheirando invasão no seu território.

Enquanto isso, as ruas da Coréia permaneceram caladas, e trabalhavam apenas os radinhos (olheiros) e os vapores, que quase não ficavam nas ruas ou de bobeira.

O olhar de espanto era visível nos traficantes, e cada movimentação estranha nas ruas da Coréia, era o medo de uma nova invasão.

Lá da Chatuba de Mesquita, os territórios começaram a se reforçar, para vingar a morte dos comparsas e acabar de vez com o TCP na Barreira de Mesquita.

Não era pelo Fú, e sim pelo orgulho do CV na região, que estava sendo quebrado a cada invasão ou morte que o TCP aplicava.

TCP entrou na Coréia de Mesquita

Até que ontem, finalmente o TCP da Barreira entrou na Coréia de Mesquita.

Gritando palavras de ordens, atirando para o alto e chamando os líderes da Coréia para trocar tiros com eles naquele momento.

O  TCP procurava pelos traficantes Lafon e Dancinha, que acabaram ganhando o cargo de chefia por falta de contigente.

Foto: www.facebook.com/plantaomesquita
Eles não deram bobeira, e rapidamente correram da Coréia, e possivelmente devem estar na Chatuba de Mesquita.

Estavam sem soldados, sem armamento necessário e sem apoio no momento, e dificilmente segurariam mais uma invasão do TCP. Fatalmente os dois iriam morrer ontem.

Até que recebam novas ordens do PL, os traficantes saíram da Coréia e deixaram para o TCP de novo.

Agora, será que o TCP vai ficar com a Coréia também?

Só o tempo irá dizer.

Essa guerra me lembra muito a invasão do TCP no Complexo da Maré em 2009, onde exterminaram o ADA.

Foi bem parecido.. Com ajuda externas, foram empurrando o ADA mês após mês, até dar o golpe final na Vila do João, fazendo o ADA correr para o Caju, onde permanecem até hoje.



loading...