>
NOVOS ARTIGOS ABAIXO
LENDO

Traficantes do Complexo do São Carlos Descem Para Invadir o Fallet e Fogueteiro

Voltaram as ações ousadas dos traficantes do São Carlos (ADA).

Em pleno sábado de um feriado prolongado, os traficantes do São Carlos desceram o morro para invadir o Fallet e Fogueteiro (CV).

Liderados pelo traficante Larraia e Empada, chefes do tráfico no Complexo do São Carlos, um grupo de traficantes desceram decididos em invadir o Fallet.

Para o azar deles e da população da região, o grupo do Larraia bateu de frente com uma "Blitz" no acesso do Morro do Fallet.

Houve uma intensa trocação de tiros, em seguida, desceram os traficantes do Fogueteiro e Fallet e revidaram, afastando os traficantes do São Carlos da Rua Itapiru.

Para ajudar, bandidos do Morro do Querosene (ADA) foram até a divisa e abriram fogo em cima dos traficantes do Fallet.


Virou uma praça de guerra!

Pessoas se jogavam no chão, se protegiam nos carros que estavam estacionados, para não tomar um tiro no meio do confronto.

Foi uma cena de terror.

Os dois grupos recuaram, mas o Fallet prometeu que terá revide a altura, e provavelmente irão invadir o Morro da Coroa (ADA).

Mas o quê motivou os traficantes Empada e Larraria em arquitetar um plano de invasão tão ousado?

Será que a proximidade do traficante Coelho (chefe) ao Rio de Janeiro novamente, motivou esse plano de invasão?

Segundo os boatos entre os moradores do Morro do São Carlos, o dono do tráfico estará de volta ao morro em breve, e falamos sobre isso no artigo anterior.

Por anos o grupo do traficante Paulinzinho, chefe do Fallet e Fogueteiro, brincavam de invadir o fraco Morro da Coroa.

Estão dando o troco, será?

Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos.


Traficantes do Cajueiro não permitem Roubos e nem entrar com Produtos Roubados na Comunidade

O tráfico do Morro do Cajueiro (CV) em Madureira, está adotando a mesma estratégia dos rivais do Terceiro Comando Puro da Serrinha.

Moradores informaram que o Cajueiro está com sinal de alerta ligado, devido a movimentação intensa de traficantes indo em direção ao Complexo da Serrinha.

Os traficantes do Cajueiro sabem que não tem força para segurar uma invasão, e sempre recorrem aos comparsas do Faz Quem Quer e adjacências, causando prejuízos para os cofres do morro.

Nos últimos dias foi divulgado uma faixa, avisando que agora está 'proibido os roubos no Cajueiro".

Ou seja, não vão permitir a entrada de veículos e objetos roubados.

Assim como já fizeram os traficantes da Serrinha.


Fato que novamente o traficante Lacosta e Shrek pretendem entrar no Morro da Congonha (CV) vizinho do Cajueiro.

Novamente enxergaram uma brecha para ganhar o apoio dos moradores da Congonha.

Só que dessa vez a Congonha não está fraca em poder bélico, e está administrada pelo traficante Torrá da Cidade Alta, que auxilia com soldados e fuzis.

Já o Cajueiro continua na mesma bagunça de sempre.

Vivendo e vendendo Crack e sem administração!

Policiais Encurralados em Confronto na Rocinha (ADA)

Definitivamente os confrontos foram liberados na Favela da Rocinha (ADA) em São Conrado, na zona sul do Rio de Janeiro.

Ontem presenciamos mais um episódio de intenso tiroteio na maior comunidade da América Latina.

Os Policiais da UPP foram encurralados pelo grupo do traficante Rogério Avelino, o RG 157.

Houve confronto em vários pontos da Rocinha, se agravou nas localidades da Rua 2, Cachopa e Roupa Suja.

Assista o vídeo amador feito pelos moradores da Rocinha




Os morados assustados com os confrontos, tiveram que procurar abrigo fora da comunidade, para não receber uma "bala perdida".

Não sei qual é a pior situação, do Alemão/Penha ou Rocinha?

Fica a pergunta!

Chefe Mais Perto do São Carlos é motivo para boatos

Nessa semana correram fortes boatos sobre a volta do líder do tráfico no Complexo do São Carlos (ADA) na região central do Rio de Janeiro.

Se trata do traficante Anderson Rosa Mendonça, conhecido como Coelho.

Coelho controlava o tráfico na maioria das comunidades do Complexo do São Carlos no Estácio, mas foi capturado na saída da Favela da Rocinha em São Conrado, na zona sul do Rio de Janeiro.

Ele era um alvo forte das autoridades na época, e a sua captura foi motivada devido a entrada da Unidade Pacificadora na Favela da Rocinha, porque lá era a sua casa naquele momento.

Nos últimos dias os moradores relataram que os comentários no complexo são fortes, que o chefão estaria de volta para o Rio de Janeiro, e pasmem, possivelmente livre com uma liberdade condicional.


Será?

Averiguamos o caso do Coelho na justiça, e foi possível identificar 14 processos criminais, no qual iniciaram em 2006, e desenrolaram até a data da sua captura em 2011.

Nas suas costas existiam crimes de:

  • Lesão Corporal
  • Associação para o tráfico de drogas
  • Homicidios provocado por armas de fogo
  • Porte ilegal de arma de uso restrito
  • Apreensão de veículos
  • Tráfico de entorpecentes
  • Crimes de Lavagem ou ocultação de Bens direitos e valores.
  • Tráfico de drogas.
Uma ficha típica de um chefe do tráfico do Rio de Janeiro.

Mas depois de quase 5 anos detido, o quê motivaria a sua soltura, e pior, voltando para a cidade do Rio de Janeiro.

Vamos relembrar.

Em 2013 ele se encontrava detido no presídio Federal de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

Ele foi pra júri popular, para responder pela morte de oito traficantes no Morro dos Macacos (ADA) em Vila Isabel em 2006, e pela morte de taxistas no São Carlos em 2011.

Crimes que praticamente destroem os boatos que ele ganharia uma liberdade condicional.

Possivelmente poderá ser transferido para próximo do Rio de Janeiro.

Como não podemos duvidar do nosso judiciário, depois de 5 anos detido, pode ser que alguma manobra jurídica favoreça o caso do Coelho.

Mas com ele perto do Rio de Janeiro, muita coisa poderá mudar no Complexo do São Carlos.

Com o Coelho perto, o quê poderia mudar no São Carlos

O tráfico no Complexo do São Carlos vinha sofrendo uma turbulência entre a liderança das bocas de fumo, onde existiam falta de pagamentos e até, troca de facção para os rivais do Fallet e Fogueteiro.

Coelho é o chefão, e "herdou" esse posto do traficante Aritana, que herdou do traficante Gangan, que era tio do Coelho.

Assim que foi capturado na Rocinha em 2011, vários traficantes assumiram a chefia do São Carlos a mando do Coelho, e a maioria fracassou.

Por último, estava o traficante Limão ou Mantena, membro antigo do "bonde do Gangan".

Esse não gostava de pagar salários no São Carlos, e foi motivo para existir uma reunião e decidir novas lideranças.

Atualmente quem dão as ordens, são os traficantes Empada e Larraia, ambos da confiança do Coelho.

Com a presença do Coelho mais próxima do Rio de Janeiro, poderá causar um choque de gestão no São Carlos, e também uma organização no Morro do Urubu, comunidade que ele é sócio.

O problema do São Carlos é simples, poucos respeitam o Larraia, e poucos levam a sério as ordens do Empada, e muito menos dão atenção para o traficante Limão, considerado como "chefe caloteiro".

Dizem que o Coelho não gosta de decidir com muita conversa, e para ele a palavra é uma só, vacilou é cobrado e cai no tribunal do São Carlos.

Recebe o respeito pelo medo, e mais nada. Até porquê, o respeito que os soldados tem pela sua pessoa é maior do que os atuais frentes do São Carlos.

No entanto, não conseguimos encontrar vestígios que a justiça aliviará a sua barra, e a própria poderá lhe atribuir mais crimes nas costas.

Tem currículo para isso!

Portanto, diante os boatos do Estácio.

Vamos aguardar.

Traficantes Testam Fuzis no Alto do Complexo da Serrinha (TCP)

No inicio da tarde os moradores relataram uma sequência de tiros de diversos calibres no alto do Complexo da Serrinha (TCP) em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro.

Tudo indicava que poderia ser algum tipo de operação policial na comunidade, mas engana-se.

Não tinha policia no morro.

Pior, tinha uma concentração grande de traficantes fortemente armados no alto do Morro da Serrinha.

Inclusive, no grupo, tinha traficantes de outras localidades do Terceiro Comando Puro, junto com o bonde do traficante Lacosta, chefe da Serrinha.

Traficante Lacosta

Por que estariam se concentrado na Serrinha?

Uma invasão nos rivais do Comando Vermelho? Talvez, quem sabe.

Tudo indica que podem entrar no Morro da Congonha (CV) também em Madureira, mas controlada pelo Comando Vermelho.

Na última guerra com a Congonha, o TCP conseguiu invadir facilmente e ficaram por alguns dias dentro do morro.

Mas foram retirados pelas constantes operações policiais, e também pelos baques dos traficantes do Cajueiro e Faz Quem Quer, que auxiliaram na retomada.

Lacosta.
Na época, o chefe da Congonha era o traficante Negão da 12, que hoje já se encontra preso.

O TCP chegou até trocar o nome da Congonha, colocando o nome do Gerente da Serrinha que foi morto na guerra com o Juramento. 

Apelidaram a Congonha com o nome de "Pepe Guardiola".

Hoje tudo está diferente na Congonha.

Não depende exclusivamente do caixinha do Cajueiro, e agora foram arrendados pelo traficante Torrá da Cidade Alta, que enviou soldados e armamentos para Madureira.

Será que o Torrá continua investindo na Congonha, ou também desistiu?

E essa reunião espontânea do Terceiro no alto da Serrinha.

Algo normal?

Vamos aguardar.

Rajadas Assustam os Moradores do Vidigal (ADA)

Ontem aconteceu uma sessão de tiros no Morro do Vidigal (ADA) em São Conrado, na zona sul do Rio de Janeiro.

Moradores relataram uma intenso barulho de tiros, semelhante a sonora de uma troca de tiros.

A mídia relatou que traficantes estariam tentando retomar os pontos do Vidigal, mas essa informação está incorreta.

Segundo relatos dos moradores, acontece que o Gerente-Geral do Vidigal ganhou liberdade, o traficante conhecido como Nove.

foto.http://shafir.info/

Para comemorar a liberdade do comparsa, os traficantes do Vidigal soltaram a rajada de tiros para o alto em forma de comemoração.

Obviamente assustou os moradores, e deixou os PM da UPP em estado de alerta.

Porque há anos não existe relatos de tiroteios e confrontos no Morro do Vidigal, desde que entrou a UPP naquela comunidade.

Com medo da movimentação de carros da Favela da Rocinha (ADA) até o Morro do Vidigal (ADA), os Policiais fizeram uma "blitz" na localidade conhecida como 25.

Revistaram alguns carros e pessoas que estavam passando por ali.

Mas os bandidos do Vidigal abriram fogo pra cima da UPP.

Rogério 157.
Agora o ritmo no Vidigal será diferente, e de acordo com as informações, o traficante Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157 ou RG, liberou os ataques aos Policiais da UPP.

Em algum momento, se os policiais oferecerem perigo para a "boca de fumo", os soldados estão autorizados a abrir fogo contra o PM. Como já acontece há meses na Favela da Rocinha.

Rogério 157 é Gerente-Geral da Favela da Rocinha, e ocupa o famoso cargo de "frente", cuidando da comunidade para Antonio Bonfim Lopes, o Nem, chefe da Rocinha e Vidigal.

video

Expostos - Traficante FB

Esse é mais um capítulo da nossa seção de áudios e vídeos dos principais traficantes, nomeada como "Expostos".

Geralmente, os áudios e vídeos vazados, sempre colocaram os bandidos em questão aos olhos da mídia e das autoridades. Por essa razão ganhou uma seção especial no Blog Crimes News.

Será abordado os áudios e vídeos do traficante Fabiano Atanásio da Silva, conhecido no tráfico como FB.

Por um tempo, foi o homem a ser caçado no Rio de Janeiro.

Expostos traficante Fb da Penha
 

Expostos - Áudios e Vídeos do Traficante FB

FB é paulista, e começou a se destacar como chefe do tráfico no Morro  do Urubu em Pilares, na época que a comunidade era dominada pelo Comando Vermelho.

Perdeu a sua comunidade, começou a armar bondes para invadir o Conjunto Quitungo em Brás de Pina.

Em meados de 2006, ganhou hierarquia dentro do Complexo da Penha, dividindo a liderança com seu comparsa Mica ou MK, cria do complexo.

Na Penha ele fez sua fama no crime do Rio de Janeiro, que por sua vez, ganhou um preço pela sua cabeça, por conta de diversas invasões por territórios rivais no Rio de Janeiro.

As principais foram, as invasões no Morro dos Macacos em Vila Isabel, e a invasão no Morro da Serrinha em Madureira. Bagunçou as duas, não tomou, e os holofotes se viraram para seu grupo.

Nesse meio tempo ganhou preço no Morro do Engenho,  Juramento, Jorge Turco e Morro do Chapadão. Como dono e investidor de parte dos redutos citados.

Depois da famosa ocupação da Penha em 2010, dois anos seguintes o FB foi capturado, só que na cidade de Campos de Jordão no estado de São Paulo. Estava na companhia do seu parceiro e "compadre", o traficante Claudinho CL do Cajueiro.

Leia o Artigo Completo sobre a História do FB

 

 Escutas Antigas do FB tramando planos na sua época de Penha

  

Nesse áudio o FB tramava os planos para invadir os rivais.

É possível identificar as vozes do seu parceiro Claudinho CL, que costumava acompanhar o bonde do FB nas invasões.

No áudio o FB reclama de um fuzil que estava "picotando" no teste, e completa reclamando que perdeu os pentes (carregadores) do seu fuzil.

Em suma, são os áudios antigos, que ainda não apontavam como o principal líder do CV no Complexo da Penha.


Escutas do FB na Chatuba - Até Pipa ele mandava comprar



No tempo dessa gravação o FB já estava "pichado" no Rio de Janeiro, um jargão usado para o bandido que está na mira das autoridades.


No áudio, ele pede um "Bonde de assaltantes" para roubar um carro para seu bonde, negocia uma compra de granadas, discute com o traficante conhecido como "Capoeira", por roubar carros sem a sua autorização.

Manda seu Gerente comprar pipa e linha para cortar uns otários (sic). Na época, o gerente era o traficante conhecido como Faustão.

Pra finalizar, ele questiona a atuação de um grupo Miliciano nas proximidades do seu território na Penha.

FB negociando compra de armas



Nesse áudio o Traficante FB negocia a compra de fuzis com seu fornecedor pessoal, e ainda demonstra que não tinha conhecimento pleno pelos as armas.

Na época o Complexo da Penha em conjunto com o Alemão, era uma fábrica de fuzis, metralhadoras, pistolas e bombas.

Toda semana os traficantes renovavam os armamentos do paiol do Complexo da Penha.

FB negociando cantores de Funk para sua Festa de Aniversário



Os bailes da Chatuba eram os mais frequentados na gestão FB e Mica.

Ele adorava uma curtição, e chegava a jogar mais de R$ 10 mil reais do camarote, mostrando o quão era o "todo poderoso" no Complexo da Penha.

Nos bailes organizados, era comum ter participação de cantores famosos, inclusive de Funk.

Facilmente você pode encontrar áudios do "aniversário do FB" no site Youtube.

Nesse áudio, ele negocia a contratação de mc's para cantar em sua festa.

FB e CL debochando dentro da carceragem



Ele foi surpreendido pela policia numa casa de luxo em Campos de Jordão, no estado de São Paulo.

Estava na companhia do Luis Claudio Serrat Corrêa, conhecido como Claudinho CL, seu comparsa do Morro do Cajueiro.

Demonstrou tranquilidade no momento da sua prisão. Conversou com agentes, e até fez brincadeiras dentro da cela provisório até sua transferência para o Rio de Janeiro.

FB sendo entrevistado na sua transferência para o Rio de Janeiro 



Seria cômico se não fosse trágico essa entrevista!

No meio do voou, os policiais aproveitaram para tirar informações do traficante FB, que respondeu todas as perguntas sem problemas nenhum.

Óbvio que foi extremamente debochado nas respostas, e chamou atenção a origem dos automóveis de luxo que estava na casa que ele foi capturado.

Ele afirmou que : " - Vivia trabalhando, com sistema de cerca elétrica"
--

Caso tenha mais áudios ou vídeos sobre o traficante FB, por favor, deixe no campo dos comentários abaixo.

Traficantes Passam Atirando pra dentro do Conjunto Cesarão (mlc) em Santa Cruz

Ontem rolou aquele já famoso episódio entre o Comando Vermelho e Milicianos.

No Conjunto Cesarão (milicia) na zona oeste do Rio Janeiro, quando anoiteceu, entrou um carro pra dentro da comunidade.

Esse carro estava com ocupantes armados, que abriram fogo pra cima dos "olheiros" da Milicia, que correram na hora.

Os moradores ficaram assustados, pois já imaginavam mais um "Baque" do Comando Vermelho da Favela do Rodo, que fica de frente com o Cesarão.

Moradores relataram que houve uma pequena troca de tiros, e foi observaram os soldados da Milicia correndo e procurando esconderijo nas ruas do Cesarão.


Logo os tiros cessarão, mas o clima de tensão permaneceu.

Os moradores se perguntaram se realmente foi mais uma tentativa do Comando Vermelho.

Já a Milicia, tentou averiguar se foi um "baque" de uma outra Milicia, dos dissidentes da Liga da Justiça, formada pelo Miliciano Batman.

A suspeita pelo Comando Vermelho é mais plausível, pois receberam reforços da zona norte nas favelas do Rodo e Antares, ligando o sinal de alerta para o grupo do Carlinhos 3 pontes.

Quando souberam que o Rodo recebeu reforços, os Milicianos do Cesarão aumentaram o seu poder bélico, não economizando na segurança da comunidade, principalmente a noite.

Santa Cruz está prestes a virar um barril de pólvora, que pode estourar a qualquer momento.

Se já não estourou!


Policia Troca Tiros com Traficantes no Morro da Formiga (CV) na Tijuca

Quase não acontecem tiroteios no Morro da Formiga (CV) na Tijuca, mas ainda é controlada pelo tráfico e pelo Comando Vermelho.

Nada comparado com a situação da Formiga há anos atrás.

Ontem, os Policiais da UPP balearam um suspeito de integrar o tráfico no Morro da Formiga.

Aconteceu como sempre acontece.

Os Policiais estavam patrulhando a comunidade, e interceptaram um "abastecedor" levando a droga para a boca de fumo da localidade conhecida como CEDAE.


Como de costume os traficantes abriram fogo pra cima da Policia. Como de costume também, os policiais revidaram e atingiram um suspeito de integrar o tráfico.

Seguiram os rastros de sangue na comunidade, e notaram que o rastro terminou dentro da casa de um morador.

Efetuaram a abordagem e era apenas um garoto de 16 anos, mas confirmado pelos policiais que ele participa do tráfico na Formiga.

Veja a matéria:



Perto das outras unidades Pacificadoras, a Formiga pode ser considerada como pacificada.

Pouco ou quase nenhum confronto.

Sim, ainda tem traficantes colocando as drogas para vender, mas procuram ficar no anonimato, agindo na tática "formiguinha", e levando para os acessos do morro.

Policia Prende 11 Milicianos da Liga da Justiça

Ontem Policiais da DP de Campo Grande deu mais um golpe no braço financeiro da Milícia Liga da Justiça, a mais atuante na zona oeste do Rio de Janeiro.

Capturaram um grupo de 11 envolvidos com a Liga da Justiça, e tinha até mulheres no meio.

Engana-se quem pensa que a Milicia só mira territórios dominados pelo tráfico, ou de outra Milicia que não compactua com a sua ideologia.

Eles estão atuando em distritos empresariais, principalmente de Campo Grande.

O alvo desse grupo foram indústrias fabricantes e fornecedoras de Campo Grande, com foco em empresas que trabalhavam com cimento.


O grupo extorquia os empresários, fornecendo cargas de cimento para revenda, em troca, cobravam a conhecida "taxa da Milicia".

A policia contabilizou que nos últimos 60 dias, só esse grupo conseguiu faturar R$ 700.000,00 (Setecentos mil reais) causando prejuízos as indústrias.

Os empresários não estavam suportando perder o lucro para os Milicianos todas as semanas, e começaram a denunciar os grupos.

Dai as investigações começaram!

A tacada de mestre da Milícia era, extorquir os empresários do polo industrial de Campo Grande, e revender o cimento a baixo do preço nas comunidades, ganhando um lucro exorbitante com a extorsão e a revenda.

O grupo irá responder extorsão, formação de quadrilha, formação de Milícia privada e porte ilegal de arma.

Assista a matéria do Cidade Alerta para entender o caso:



Como é visível a cada dia, a Milícia tem atividades próximas a uma Máfia.

Extorquindo, cobrando por segurança, revenda desleal e etc.

Podemos considerar que dentro de um grupo para-militar existem vários braços. Nesse caso em especificio, quebraram apenas "um braço" financeiro da Liga da Justiça na zona oeste.

Provavelmente existem vários.

Mas as investigações começam assim. Quebram um esquema, e na apuração das provas, vão aparecendo outros e outros.

Existe também o outro grupo da Milicia, que é responsável por agir dentro das comunidades cariocas.

Esse se aproxima bem dos moldes do narcotráfico.

Com olheiros, cobradores, soldados e gerentes e etc.

Hoje em dia da pra notar que esses cargos citados, geralmente são ocupados pelos próprios criminosos que moram nas comunidades.

Também é comum se deparar com ex-traficantes atuando na Milicia, mas com o mesmo estilo, usando bonés, roupas convencionais, armas e radinho.

Sem falar que existem Milícias que optam por comercializar drogas, são poucas, mas existem. Quando não vendem diretamente, alugam o ponto para o tráfico da região.

Era bem comum acontecer essa divisão na comunidade da Boogie Woogie, na Ilha do Governador, quando ainda era dominada pela Milícia.

É isso caros leitores.

As autoridades lutam como pode contra o Grupo-Paramilitar, até mesmo com mais forças se compararmos com a luta contra o tráfico.

Lutar para desmantelar a Milicia não é fácil, e também não é preciso colocar um grupo de agentes militares fortemente armado dentro dos territórios Milicianos.

Alguns fazem parte da casa, sabem como funcionam, sabem que bater de frente é atitude burra.

CV quer retomar o Juramento na Marra.

A facção do Comando Vermelho ainda não engoliu a perda do Morro do Juramento (ADA) para os rivais em Vicente de Carvalho.

A todo momento os traficantes ameaçam um retorno, para expulsar o ADA do morro e prevalecer novamente.

Mas nessa guerra, não é só bandido que deseja retornar, os simpatizantes pela facção também, e esses são piores, chegam a usar de tudo para desestabilizar o ADA.

Simpatizantes = Torcedores de facção. Que não ganham nada com o tráfico, mas acham bonito e elegem os traficantes como ídolos!

O Juramento está completamente ADA desde o inicio de 2015, mas lá dentro, ainda existem simpatizantes do Comando Vermelho. Encubados, mas ainda tem.


Eles tentam boicotar a todo momento a existência de uma outra facção no seu morro, a que não é de sua preferência.

Já chegaram relatos de jovens moradores se negarem a dar informações para os frequentadores do Baile do Juramento, que tradicionalmente acontece sempre numa sexta-feira.

Olhares tortos e desconfiados aos visitantes acontecem a todo momento.

Mas isso chega ser absurdo.

De acordo com uma informação.

Sempre ao fim de uma operação policial no Morro do Juramento (ADA), os mototaxistas da comunidade do Juramentinho (CV) costumam a ir em direção aos acessos do Juramento.

Entram nas ruas que não existem a segurança do tráfico, e com sprays, picham a sigla da faccão "CV" nos muros e postes de luz.

É um fanatismo criminoso ao extremo!

Até hoje nenhum soldado do Juramento pegou um Mototaxista fazendo essa arte no acesso do Juramento, mas já estão cientes.


Como sempre fogem para o alto do morro, e as vezes, para o Morro do Urubu, quando tem operação no Juramento, nunca conseguiram identificar os mototaxistas.

Mas o Gerente-Geral do tráfico no Juramento, o homem conhecido como "Palmito", já mandou um recado. Caso pegue um mototaxista do Juramentinho, vai leva-lo ao tribunal do tráfico, que quase sempre resulta em execução.

Essas e outras, são as atrocidades que acontecem quando um Território é tomado por uma facção rival no Rio de Janeiro.

Léo do Aço e Ben 10 foram Capturados em Nova Iguaçu

Para complementar a noticia do artigo anterior.

Hoje de manhã os agentes do BOPE capturaram dois traficantes da hierarquia do Comando Vermelho na zona oeste.

Os traficantes Cláudio Aurélio, o Ben 10, e o traficante Leandro Pereira da Silva, o Léo do Aço.

Inicialmente houve uma grande confusão na identidade dos dois, pois confundiram a aparência do Ben 10 com outros traficantes.

Com a confusão solucionada.

O Ben 10 estava escondido numa casa luxuosa em Nova Iguaçu, e com ele estavam 4 fuzis.

Fuzis Apreendidos. Foto Divulgação.  Twitter do Bope

Segundo a Policia, os dois estavam auxiliando o Comando Vermelho na distribuição de armas em Nova Iguaçu.

Sabemos que em Nova Iguaçu, existe um confronto entre Milicianos e o Comando Vermelho por territórios.

E segundo informações, os dois estavam participando do grupo que iria organizar a retomada da comunidade do Km 37. invadido recentemente pela Milicia.

 O Ben 10 tem uma ficha extensa na Policia, e é conhecido em outras localidades.

Já participou do tráfico no Morro da Mangueira, foi para o Morro do Engenho da Rainha, e ocupou o cargo de frente (gerente-geral), mas foi convidado a se retirar pelos donos do tráfico, por má administração.

Participou do tráfico no Morro do Juramento em Vicente de Carvalho, quando ainda era controlado pelo Comando Vermelho.

Assim que o ADA entrou, participou do tráfico no Juramentinho (sem Terra) e depois foi deslocado para favela do Rodo em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro.

E por lá ficou, até ser procurado pela policia, acusado de mandar matar um casal na favela do Rodo.

Policia Federal Prende o Traficante Ben 10 em Nova Iguaçu

Entrou na mídia a policia caça!

Foi assim com o traficante conhecido como Ben 10, que atua no tráfico da Favela do Rodo em Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Ele é acusado de ser mandante de um assassinato brutal, onde ordenou a morte de um casal, que foi condenado pelo tráfico como "x9" da Milicia.

O casal foi torturado e depois esquartejado com a serra elétrica.

Não ia demorar muito pro Ben 10 depois dessa morte.
foto. procurados.org.br

Hoje pela manhã, policiais Federais e agentes do BOPE foram até uma casa em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e encontraram o esconderijo do traficante.

Aparentemente não foi divulgado se houve reação por parte dele, e nem a localidade da casa, se era dentro de comunidade ou não.

Pelo visto, ele foi convidado a se retirar "das ruas", se é que me entende!

Tática antiga e muito usada pelas facções, quando um membro causa problemas nas ruas.

Toma lá da Cá em Vicente de Carvalho

Há meses a Avenida Pastor Martin Luther King Jr se tornou uma área de risco, para pedestres, condutores e moradores em geral.

As rusgas entre o Juramentinho (CV) e Juramento (ADA) só aumenta com passar dos dias.

Antes era só tiro de longe.

Os soldados do Juramento usavam a luneta do fuzil para achar algum bandido no Juramentinho, e tomava resposta a "esmo" pra cima do seu morro.

Sempre com sérios riscos de acertar um morador, de ambas as comunidades.

Esse "bang bang" de longe já virou pauta numa reunião entre os líderes do Morro do Juramento, que chegaram num censo comum. " - Se for pra dar tiro.. Que seja de Perto ".

Quem segurou essa bronca que veio da cúpula, foram os soldados que são nascidos e criados no Juramento, que por vezes, brincava de aplicar tiro pros rivais do Juramentinho.

Entretanto, os soldados que vieram de fora do Juramento, também não são vistos com bons olhos perante a comunidade. Motivo simples, desrespeito ao morador do Juramento.

Também entrou em pauta esse caso, mas foi abafado pela cúpula.

Olhando de longe, parece que os líderes do Juramento só valorizam soldados que vieram de fora da comunidade. Não é por menos, o dono é um traficante de Macaé com raízes no Estácio.

Bom, a ordem foi decretada. " - Só tiro de perto".

Mas quem seguiu as ordens foram os bandidos do Comando Vermelho do Juramentinho, também conhecido como Sem Terra.

Entraram pela localidade conhecida como "Rodo", e aplicaram tiros em um grupo que estava no setor conhecido como "Rampa".

Mas deram azar, pois naquele momento existiam soldados em grandes números, que revidaram na hora, baleando dois traficantes do Comando Vermelho.

entrada do Juramento.
Geralmente quando acontece o tradicional "Baile do Juramento" na sexta-feira, bandidos de outras localidades ficam até a parte da manhã do sabado, e depois retornam para os seus redutos.

Falta de estratégia do Comando Vermelho!

Como resposta, na madrugada de ontem, poucos soldados do Morro do Juramento (ADA) foram até os acessos do Juramentinho e aplicaram alguns tiros em alguns "olheiros" que estavam monitorando a comunidade.

Nada de tão alarmante até então.

Mas arriscado para a população de Vicente de Carvalho e Tomás Coelho.

Juramentinho é a Base

Arriscado ou não, hoje, os traficantes do Comando Vermelho tratam o Juramentinho como base para uma possível retorno dentro do Morro do Juramento.

Visão do J2 para o Juramento - foto. maps.google.com.br
É uma comunidade que dá acesso ao Complexo da Penha pela mata, e tem uma fácil de transição de soldados das duas comunidades.

Com a possível ocupação do Complexo do Chapadão, principalmente do Morro do Chapadão (CV) os traficantes precisarão de abrigos no Rio de Janeiro.

Como são comunidade de traficantes do mesmo grupo dentro do CV, possivelmente, bandidos do Chapadão ficaram encarregados de retomar o Morro do Juramento para a cúpula.

Só resta a saber que patrocinará essa árdua missão.

Marcinho Pv, FB ou Bacalhau, que já demonstrou interesse em instalar raízes em Vicente de Carvalho.

Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos!

Comunidades do CV Começam a receber refugiados do Complexo do Chapadão

Na semana passada apareceram "boatos" que o Exército iria agir dentro das comunidades do Complexo do Chapadão, assim como fizeram no Complexo da Maré.

Traficante não é bobo, e começaram a procurar uma casa nova pra ficar.

Segundo informações de moradores de Santa Cruz, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Ainda na semana passada, chegaram carros entupidos de bandidos do Complexo do Chapadão, portando pistolas e fuzis.

Numa contagem só de olhar, o número era aproximadamente de 30 homens, que foram separados nas comunidades do CV em Santa Cruz.

foto. image.google.com.br (ilustrar)
Um grupo foi deslocado para favela do Rodo (CV) e outro, para a favela de Antares (CV), os dois redutos poderosos da facção na zona oeste.

Os bandidos vieram na certeza que iriam ser pegos de surpresa no Chapadão, pois uma hora ou outra o Exército iria aparecer, não dando chances para ninguém escapar.

Até o momento, nada houve.. até  momento!

O Complexo inteiro do Chapadão é formado por vários donos do Comando Vermelho, e alguns deles possuem outros redutos, que pode facilmente abrigar os soldados do Chapadão.

O grupo que saiu da Proença Rosa, Mundial e Jorge Turco, teve como destino o conjunto de comunidades da Praça Seca, reduto controlado pelo Comando Vermelho, e disputado com a Milicia.

Esse grupo em especial, tem a missão de retomar as comunidades perdidas para facção ADA. É o famoso "bonde do Marreta". Traficantes que optaram por ficar na zona norte.

Mesmo assim, ali na região do Complexo do Chapadão (CV) ainda tem muitos bandidos escondidos nas comunidades. Desesperados por um futuro incerto.

Podem sair enquanto é tempo, ou então, protagonizar uma nova fuga ala " Penha 2.0".

Veremos!

Traficante 3000 demonstra insatisfação com o tráfico no Para-Pedro

Não é de hoje que a favela do Para-Pedro (TCP) em Colégio, é ameaçado por invasão da facção ADA do Morro da Pedreira.

Os traficantes do Para-Pedro estão cientes que provavelmente a invasão acontecerá, e a única coisa que podem fazer é aumentar a segurança da comunidade.

Isso que é a dor de cabeça para o traficante Rogério 3000, o chefe do Amarelinho e Para-Pedro.

3000 não confia nos seus subordinados do Para-Pedro, que demonstram medo e insegurança na possível invasão.

Já tem traficante desistindo da vida, e pior, querendo trocar de facção para não morrer assim que o ADA entrar.

Medidas foram tomadas, e o 3000 ordenou que os soldados do Amarelinho ajudassem no Para-Pedro, ocupando as entradas da comunidade, e aumentando o poder bélico da contenção do tráfico.


Nesse sábado, traficantes do Amarelinho atravessaram Avenida Brasil e foram em direção ao Para-Pedro.

Pra piorar a situação do TCP, o traficante conhecido como 600, saiu da comunidade e não é mais visto no Conjunto Amarelinho. Correm boatos que largou o tráfico.

O 600 ajudava na administração do Amarelinho e Para-Pedro, e diferente do 3000, ele tinha um temperamento forte com os soldados e não perdoava qualquer erro no seu grupo.

Correm boatos no Amarelinho, que caso estoure novamente uma guerra no Para-Pedro, o traficante 3000 não estará disposto em segurar as invasões na base do dinheiro.

Já perdeu muito dinheiro na última guerra com o Comando Vermelho, organizada pelo traficante Camaro ou Tulon, homem que era da sua confiança, mas foi expulso do Para-Pedro.

Naquela guerra, ele já desembolsou altas quantias para colocar seu grupo novamente dentro do Para-Pedro. As dividas estão sendo quitadas aos poucos.

Na cabeça do 3000, a favela do Para-Pedro só te traz prejuízos, e as contas nunca batem. Ele já tentou arrendar a comunidade com seus comparsas de facção, mas ninguém demonstrou interesse.

Pra ele, também não é interessante deixar outra facção no Para-Pedro, para ficar incomodado o Acari e Amarelinho toda hora.

Duro dilema que o tráfico no Amarelinho vive!

BOPE Opera na Pedreira e Cancela Baile na Comunidade

Ontem iria acontecer o tradicional Baile do Morro da Pedreira (ADA) em Costa Barros, na zona norte do Rio de Janeiro.

O evento acontece quase sempre na divisa entre as comunidades do Lagartixa e Pedreira, e ontem em especial, iria acontecer a primeira participação da conhecida equipe "Roda de Funk".

Mas desde cedo os agentes do BOPE ocuparam a comunidade da Quitanda (ADA).

Quando anoiteceu, três blindados foram em direção ao Morro da Pedreira, e tiveram que cancelar o tradicional evento.

Não prenderam nenhum traficante da comunidade, e não apreenderam nenhum material usado pelo tráfico de drogas!


Segundo informações, a policia permaneceu no conjunto de comunidades da Pedreira, porque receberam a denúncia de roubo de carga e distribuição de bebidas roubadas na Quitanda. Como já é de costume.

E também um grupo de traficantes de Barros Filho e Jorge Turco atravessaram em direção ao Morro da Pedreira, e foram denunciados,

Trombaram uma viatura na Fazenda Botafogo e o confronto aconteceu, e os bandidos correram pra dentro do Complexo da Pedreira.

Segundo informações, estavam com armamentos para uma provável invasão a favela Para-Pedro (TCP) em Colégio, na zona norte.

Bom, finalizando, não houve o baile na Pedreira, e nem os traficantes conseguiram realizar uma provável missão que iria acontecer na região.

Policia Prende Gerente do Morro do Juramento em Vicente de Carvalho

Hoje os agentes da 27º DP (Vicente de Carvalho) enfraqueceram a hierarquia do tráfico no Morro do Juramento.

Capturaram num Motel o traficante conhecido pelo apelido de Escobar, 24 anos.

Segundo informações, o Escobar atuava no Morro dos Macacos (ADA) em Vila Isabel, mas depois que a sua facção retomou o Morro do Juramento, ele foi transferido.

Começou atuar no tráfico do Juramento e ganhou a responsabilidade de organizar a boca de fumo que fica localizada na Igrejinha, um setor dentro da comunidade.

Segundo boatos, é uma das 3 bocas lucrativas que existem hoje no Juramento.


O grupo de bandidos que controlam o tráfico no Juramento, é formado por traficantes das comunidades do São Carlos, 18, Urubu, Macaé e Pedreira, sendo que muitos eram os próprios "crias" do Juramento, que foram expulsos assim que entrou o Comando Vermelho.

A liderança do morro é bem distribuída.

O dono é o traficante Lindinho ou Foca (Preso), os frentes são os traficantes Palmito e Grande, com o Limão assumindo a responsabilidade que tinha o traficante conhecido como Feio, o bandido de confiança do Lindinho que atuava em Macaé.

Além dos vários gerentes, onde incluía o traficante Escobar, que foi capturado hoje no motel

ADA da Caixa D'água Invade a Vila Ideal em Duque de Caxias

Os moradores de São João de Meriti e Duque de Caxias, vivem dias difíceis por causa de guerra entre facções.

Há 8 dias, os traficantes da facção ADA do Morro da Caixa D'água, começaram a invadir o Comando Vermelho do Morro da Igrejinha e Azul, também em São João de Meriti.

Desde a época que invadiram e expulsaram o CV da Caixa D'água, a facção ADA vem tomando "baques" atrás de "baques" do CV, com a intenção de retomar o morro.

Até hoje conseguiram se proteger na Caixa D'água, sempre contando com a presença dos reforços do Morro da Pedreira (ADA) em Costa Barros, porque o Playboy era o chefe das duas comunidades.

A cada tentativa de invasão na Caixa D'água, aplicada pelo conhecido "Bonde da Parma", o grupo do Playboy perdia soldados e armamentos.

Mesmo assim, se mantiveram no controle do morro.

Como o Playboy era atarefado com as suas funções no Rio de Janeiro, ele decidiu dividir parte do Morro da Caixa D'água com seu parceiro Arafat, e assim ficou até a sua morte.

Planos de Invasões na Igrejinha e Azul

Para não sofrer novamente com o Comando Vermelho, o ADA decidiu revidar a altura.


Sendo assim, o traficante conhecido como Gordão, homem de confiança do Arafat em São João de Meriti, organizou bondes para invadir os morros da Igrejinha e Azul, em São João de Meriti.

O CV não esperava pelos ataques, e tiveram que chamar ajuda dos comparsas das Favelas do Lixão e Vila Ideal, em Duque de Caxias.

Inclusive, esse ataque ganhou um artigo aqui no Blog Crimes News.

Mas a facção ADA de São João de Meriti não ficou só nisso, e foram mais audaciosos.

Decidiram responder no CV de Duque de Caxias.

Baque do ADA na Vila Ideal

Cientes que sempre a Igrejinha terá ajuda da Vila Ideal nas invasões em São João de Meriti, os traficantes do ADA deram resposta em Duque de Caxias.

Com um "cria" da Vila Ideal no seu bonde, o traficante Gordão ordenou um ataque na Vila Ideal (CV) em Duque de Caxias. São municípios diferentes, mas a distância entre os dois morros é pequena.
foto: http://maps.google.com.br

Aguardaram uma operação policial que estava acontecendo na Favela do Lixão (CV) vizinha da Vila Ideal, e organizaram um bonde para dar "baque".

Na ocasião, essa operação é devido ao reforço que os bandidos do Lixão deram aos comparsas da Furquim Mendes em Jardim América, quando estavam sendo invadidos pelo TCP de Parada de Lucas.

O ADA foi inteligente e fizeram o quê qualquer facção faria para invadir, aproveitaram o término da operação na Vila Ideal e aplicaram um "baque".

Foram até os acessos da comunidade e aplicaram tiros nos "atividades" do tráfico da Vila Ideal.

Rapidamente o CV  respondeu o ataque, afastando os traficantes da Caixa D'água de Duque de Caxias.
foto. wikimapia.org

Para o ADA foi apenas um "recado", mas para o CV, foi uma tentativa desrespeitosa com um possível investimento maior para expulsar o ADA em São João de Meriti.

Os bandidos da Vila Ideal pediram a autorização para o chefe, o traficante Charles do Lixão, que autorizou um reforço na segurança da comunidade, e autorizou um revide no ADA.

Para ilustrar, os leitores de Duque de Caxias enviaram um áudio de supostos traficantes da Vila Ideal comentando sobre a invasão do ADA na sua comunidade. Veja abaixo:



Não sabemos a veracidade do áudio, e se o sujeito é realmente um traficante alto na hierarquia da Vila Ideal, como afirmou no vídeo.

Mas isso ilustra bem a situação atual de Duque de Caxias e São João de Meriti.

Ontem, os traficantes da Vila Ideal executaram um PM na entrada da comunidade, um crime que pode ter sentido, se levarmos a sério o conteúdo do áudio.

Segundo os moradores do Lixão e Vila Ideal, o tráfico ordenou segurança redobrada nas entradas da comunidade, e autorizou que façam abordagens nos motoristas suspeitos, e se for preciso, que abram fogo sem medo!

Típica ideologia do Comando Vermelho!

Com essa guerra formada entre ADA da Caixa D'água com o CV de São João de Meriti, e agora Duque de Caxias, só nos resta aguardar.

Se tiver mais informações para completar esse artigo, por favor não excite. Deixe nos comentários abaixo!

Comando de Operações Especiais Realizam Operação na Nova Holanda (CV)

Hoje o dia iniciou com uma operação da COE e Batalhão de Choque nas comunidades do Parque União e Nova Holanda (CV) no Complexo da Maré.

Moradores relataram um intenso tiroteio na Linha Vermelha, entre os traficantes e Policiais que entraram na Nova Holanda.

Mas felizmente não houve inocentes feridos no confronto inicial.

O Caveirão (Blindado) deu apoio ao Batalhão de Choque dentro da Nova Holanda, e ficaram vasculhando alguns setores do tráfico.


Até o momento, conseguiram apreender uma pistola Rugger, munições, rádio e carregadores, encontrados num setor da Nova Holanda.

video

Com certeza a operação continuará durante o dia, pois é apenas o inicio.

Geralmente, quando a Policia entra no período matinal, é para pegar traficantes "boiando" na boca de fumo, ou então, saindo do seu posto.

Quase sempre alguém é capturado!

Traficantes e Policiais Trocam Tiros no Morro dos Macacos

Mais um caso de tiroteio dentro do Morro dos Macacos (ADA) em Vila Isabel, na zona norte do Rio de Janeiro.

Os moradores relataram nas redes sociais, que o confronto aconteceu entre Policiais da UPP e bandidos do Morro dos Macacos.

Mas com poucos detalhes.

No Morro dos Macacos os chefes liberaram os confrontos com os Policiais, e não precisa pedir autorização.
foto: http://imagem.band.com.br

Mesmo quando não podia, os soldados aplicavam pra cima da UPP.

Depois disso, a situação pode piorar no Macaco.

Veja o vídeo enviado por morador

Arafat Rejeita Liderança do Complexo da Pedreira e um Novo Lider foi eleito

Depois da morte do traficante Playboy, a hierarquia do Complexo da Pedreira não conseguiu eleger um novo líder no complexo de comunidades de Costa Barros.

Como diziam os traficantes daquela região, o seu chefe Playboy era a mente pensante dessa facção. Mandava soltar, mandava prender, recolhia dinheiro, investia e tinha acesso as finanças pessoais do seu chefe, o traficante Sassá.

Eles imaginavam que algum dia o Playboy seria preso ou morto, pois estava na mira da justiça por meses, mesmo depois dos crimes que geraram repercussão no Rio de Janeiro.

Dentro do Complexo da Pedreira existem Frentes, Gerentes, Gerentes de ponto e pessoas de confiança, mas poucos tinham o poder de persuasão do Playboy.

O próximo na sucessão deveria ser o traficante Arafat, ou até mesmo o bandido conhecido como Betinho ou Puta Velha, pois são membros antigos da facção ADA, e comandaram a Pedreira no passado, antes mesmo de existir o Playboy em Costa Barros.


Os dois rejeitaram o cargo de liderança de todo o complexo.

Por um tempo o Complexo da Pedreira ficou sem um líder, e cada um ocupou o cargo que lhe compete até uma decisão final.

Novo Líder do Complexo da Pedreira

Todos nós pensávamos que o traficante Arafat assumiria esse cargo de responsabilidade para a facção ADA, mas surpreendentemente ele rejeitou novamente.

Ficou por um tempo apenas repassando e organizando os lucros no Morro da Pedreira, mas sempre na companhia dos gerentes que trabalham naquela comunidade.

O Arafat sabia que virando o líder, sua cabeça iria a prêmio e seu nome seria amplamente repercutido na mídia, como aconteceu com o Playboy.

Ele se sente bem nos seus redutos em Barros Filho e Costa Barros, e não gosta de andar no Morro da Pedreira, Quitanda e Lagartixa. Só vai até essas comunidades para atender algum chamado, reunião ou curtir algum evento.

Nos últimos dias estourou mais uma vez os boatos pela retomada da Favela do Muquiço em Guadalupe, e caiu nas costas do Arafat a repercussão.

Obviamente não agradou.

No inicio dessa semana os líderes da facção ADA se reuniram no conjunto de comunidades da Pedreira, em Costa Barros.

Discutiram primeiramente a organização do Complexo, os repasses e etc.

Depois entrou em pauta o plano de expansão, e de que forma vão entrar nos redutos do Para-Pedro, Muquiço e Complexo da Maré.

Por último elegeram um novo líder dentro do Complexo da Pedreira.

Como o Arafat rejeitou o cargo, e salientou que não quer participar de nenhuma guerra próxima de Costa Barros, que apenas ajudará com soldados e armamentos se for necessário.

A mando do traficante Sassá, o novo líder do complexo será o traficante Emerson Brasil, o Raro, chefe do tráfico no Morro da Lagartixa (ADA), em Costa Barros.

Raro.
Raro sempre trabalhou ao lado do Playboy, seguindo os passos do seu mentor, organizando o tráfico na Lagartixa aos moldes que o Playboy organizava a Pedreira.

Na ausência do Playboy, ele respondia por todas as responsabilidades da Pedreira e Lagartixa.

Quando estavam envolvidos em guerras, o Raro sempre participava. Quando não enviava soldados, ele mesmo ia até o confronto.

Para um bom entendimento. "Ganhou Moral" com o Sassá.

Para Sassá repassar o cargo do Playboy para ele, é uma forma de agradecimento pelos serviços prestados ao Complexo da Pedreira, e uma medalha de merecimento.

Lembrando, era para ser o Arafat, porque é sócio do Sassá em alguns redutos, mas ele rejeitou e quer ficar só com os seus territórios.

Com o Raro de frente no Complexo da Pedreira, ele ganhou novas missões. Caso elas se concretizem, ele será dono de uma comunidade que o ADA quer tomar há tempos.

Isso é assunto para um próximo artigo!



Operação Assusta os Moradores na Nogueira (ADA) em Realengo

Os moradores da comunidade da Nogueira (ADA) acordaram assustados com barulhos de tiros.

Não foi invasão de alguma facção rival.

A Policia entrou logo cedo pra enfraquecer o tráfico na Nogueira, que funciona como uma filial da Vila Vintém (ADA) em Padre Miguel.

Moradores relataram que não conseguiram sair de casa para levar as crianças na creche, pois estavam com medo de levar um tiro.

Os traficantes que pernoitaram no plantão da Nogueira, tiveram que correr pra área de mata, e mesmo assim, a Policia aplicou alguns tiros em direção, mas não acertaram ninguém até o momento.


Por que na Nogueira ?

Mesmo sendo uma comunidade longe de ser uma potência no tráfico de drogas, nos últimos dias a Nogueira ganhou reforços da Vintém.

Por que?

Simplesmente pelo avanço do Comando Vermelho na comunidade do Cosme Damião, ali mesmo em Realengo.

Eles não conseguiram expulsar o grupo do Dandi, uma Milicia que domina a região.

Por outro lado, a Milicia ganhou reforços do Morro do Jordão na Taquara, e começaram a desafiar os rivais da Nogueira, exibindo fuzis e mostrando o novo poder de fogo do Jardim Novo.

O Grupo controlado pelo Dandi firmou um acordo de paz com o ADA no passado, mas depois que foram ameaçados pelo CV, começaram abrir os olhos na região e se armaram ainda mais.

Notaram que a Nogueira começou aumentar o poder bélico também, e pra não serem pegos de surpresa por qualquer facção da região, mandaram um recado também para Nogueira, do tipo

  " - Olha nosso poder de fogo.. nem tentam também.."

E no meio dessa briga em Realengo, estão os moradores de bem que apenas querem viver suas vidas tranquilas.

Até quando?

Só o tempo irá dizer!

2 Blindados na Favela do Muquiço (TCP)

Depois dos boatos da possível invasão da facção ADA na Favela do Muquiço (TCP) em Guadalupe, na zona norte do Rio de Janeiro, as operações começaram a ser constantes.

Os traficantes do TCP estão cientes que possivelmente serão atacados pelos rivais, e automaticamente desentocou os fuzis, aumentou a segurança e começou a mostrar o poder de fogo nas redes sociais.

Mas foi um tiro no pé.

Com a exposição de fotos dos traficantes do Muquiço armados nas ruas da comunidade, pegou mal e chamou as primeiras operações.

Há quem diga que depois das operações, geralmente alguma facção se aproveita e invade a comunidade, pegando os rivais enfraquecidos e desorganizados.


No caso do Muquiço, não é de hoje que chamam operações pra dentro do seu próprio reduto.

Depois da tentativa de controlar a Favela da Palmeirinha (CV), o caso gerou repercussão e chamou operações para dentro do Muquiço dias depois.





Alguns traficantes foram capturados, e armamentos foram perdidos para policia.


O Coronel decidiu recuar nos planos pela Palmeirinha (CV).

Mas ele não contava com um avanço nos planos do ADA pra entra no Muquiço.

Contudo, hoje de manhã 2 blindados (caveirão) entraram na Favela do Muquiço para coibir o tráfico de drogas.

Vamos aguardar o resultado dessa operação.


O Complexo do Chapadão Precisa do Exército Para ser Ocupado ?

A morte do PM Neandro foi o estopim para que voltasse os boatos de uma Unidade Pacificadora no Complexo do Chapadão, na zona norte do Rio de Janeiro.

Foram dias de buscas ao corpo do PM, mas finalmente reconheceram que o corpo abandonado na Via Light em Nova Iguaçu, era do policial.

Até o reconhecimento, o Complexo do Chapadão ganhou uma atenção redobrada da policia, e consequentemente, várias operações na semana.

Pra ser mais claro, as localidades do Final Feliz, Gogó e Cova da Onça, foram as sufocadas pela policia.

O traficante que mandou sumir com o corpo do PM Neandro, é conhecido como Rafinha. Ele ocupa o cargo de frente no Gogó de Guadalupe.

Foto cedida pela equipe do Guadalupenews.org

Ele também é irmão do traficante conhecido como L.O, que liderava o tráfico nas localidades da Torre, Himalaia, Bom Tempo e Escondidinho, comunidades que fazem parte do Complexo.


Como noticiado em vários veículos da imprensa, a morte só aconteceu porque o PM se assustou com a “blitz” que os traficantes estavam fazendo na entrada do Final Feliz.

Os traficantes abriram fogo porque ele assustado, deu ré no carro e trocou tiros com os traficantes da “blitz”.

Reconheceram que a vitima era policial, pediram autorização para o frente do Gogó de Guadalupe e sumiram com o corpo, que foi achado dias depois bem longe dali.

Agora o papo é.. Ocupar ou Pacificar o Complexo do Chapadão?

Os planos já estão na mesa da Segurança Pública, só falta o planejamento, os policiais formados e também o dinheiro pra essa logística complicadíssima.

O secretário de segurança já afirmou que não tem em caixa o dinheiro para Pacificar o Complexo do Chapadão por inteiro.

Numa primeira ação, pretendem colocar o Exército dentro do Complexo do Chapadão, para fazer a limpeza inicial, e depois implantar a UPP.

Assim como aconteceu no Complexo da Maré.

A diferença é que o Terceiro Comando Puro não tem o costume de enfrentamento, já o Comando Vermelho não pensa duas vezes para abrir fogo.

Fica a dúvida.

Será que a ocupação dará certo?

Melhor, como serão as divisões de Unidades dentro do Complexo do Chapadão.

Tem algum ideia. Comenta ai abaixo!

Reunião decidi os novos planos de expansões da facção ADA

Novos planos de expansões foram traçados na Facção ADA.

Segundo informações, o velho plano que o traficante Playboy tinha em mãos, será levado a frente por outro bandido da facção.

É chover no molhado informar que desejam retomar os pontos de drogas das comunidades do Muquiço, Para-Pedro e Complexo da Maré, pois é uma meta antiga dessa facção, assim que perderam os redutos para os rivais no passado.

Pensávamos que os planos de invasões do ADA iriam cessar depois da morte do Playboy, mas decidiram pensar e executar com mais calma.

Nas últimas semanas houve uma reunião de acerto dentro do Complexo da Pedreira, na zona norte do Rio de Janeiro.


Os planos audaciosos do ADA


Os bandidos acertaram entre si que vão dar prioridades nas retomadas do Para-Pedro e Muquiço, comunidades controladas hoje pelo TCP.

No entendimento da liderança do ADA, invadir o Complexo da Maré em ano de Olimpíadas na cidade, será um suicídio corporativo da facção, porque vão contar com ajuda de diversas áreas ligadas ao ADA.

Fuzil Exibidos pelos bandidos do Parapaz
Invadir o Para-Pedro nunca foi uma dificuldade no entendimento da liderança. Quando acontece uma invasão, os traficantes do TCP tem o costume de recuar para o Conjunto Amarelinho (TCP) em Irajá.

Aguardando uma operação policial para retirar os rivais da favela. Lembrando que o 41 bpm é localizado ao lado do Para-Pedro.

O ADA deslocará apenas traficantes nascidos e criados no Para-Pedro, e que já participaram do tráfico na comunidade. Quando for necessário, vão enviar reforços da Pedreira.


No Muquiço, será uma missão mais difícil para essa facção!

Vão deslocar bandidos do Complexo da Pedreira para as comunidades da Proença Rosa e Mundial em Honório Gurgel, para fazer uma base de sustentação para os possíveis ataques.

Entendem que deslocar diretamente do Morro da Pedreira e Lagartixa, poderá ser um prejuízo, pois os "bondes" correm o risco de serem pegos pela policia no deslocamento em direção do Muquiço.

Tenho informações que os bandidos do Morro da Lagartixa (ADA) já trocam plantões na favela da Proença Rosa.

Inicialmente, essa será a estratégia da facção ADA.

Retomar dois redutos ao mesmo tempo, para que um tire o foco do outro, assim como fizeram nas invasões do Juramento e Jorge Turco, no inicio de 2015.

Muquiço Aumenta o poder bélico

Como é um bandido experiente, o Sagaz (Coronel) já prevê que o Muquiço será cobiçado nos próximos dias.

Pra ser mais claro, desde que expulsaram o ADA da comunidade do Muquiço, os bandidos do TCP estão cientes que revides iriam acontecer ao longo dos anos.

Grupo de Traficantes do Coronel.
O Coronel sabe que os traficantes do ADA nutrem um ódio mortal pela sua pessoa, e vê como principal ameaça o traficante Arafat, chefão da Pedreira e Barros Filho.

Arafat já participou do tráfico do Muquiço, quando a favela era dominada pelo ADA,  e de quebra, quase morreu na limpeza que o Coronel aplicou em 2005 dentro da comunidade.

Se tem um bandido que tira o sono do Arafat, esse bandido é o Coronel.

De amigos respeitosos de facção, a inimigos mortais!

Por outro lado, o Coronel liberou parte do seu poder bélico dentro do Muquiço, e reforçou as entradas da comunidade e também as ruas de acesso. Planos para evitar uma invasão surpresa.

Adotou a prática de ficar pouco na comunidade, e não abrir brecha para ser flagrado por um possível X9 (Informante) que deve existir dentro do Muquiço.

Chegou a oferecer dinheiro em troca de ajuda dentro do TCP, e obviamente foi ouvido pelos colegas de facção.

Caso a "Bomba estoure" dentro do Muquiço. Os traficantes do Dendê, Acari, Km 32 e Fumacê, confirmaram a sua presença na proteção.

Ainda corre desconfiança pela ajuda do Acari, pois passam por um momento conturbado dentro das finanças do tráfico. Assumiram parte da dívida do Para-Pedro, mas não conseguem colocar as contas em dia.

Todos esperam um auxilio dos comparsas da Vila do João, Pinheiros, Salsa Merengue e Palace, mas nem na própria proteção eles confiam, e só vão ajudar quando as coisas esquentarem.

No geral, o TCP sempre manteve uma união dentro do Rio de Janeiro, mas não tem o costume de tornar obrigatório esse beneficio.

No passado não pensavam duas vezes para mexer os palitos para ajudar os comparsas, mas hoje, devido a muita desconfiança e briga de ego, muita coisa pode ter mudado na ideologia dessa facção.

Finalizando. Caso se concretize os boatos, e tudo leva a crer que vai acontecer..

.. O Poder Bélico do Muquiço são em torno de 48 fuzis, com soldados suficientes para manter a segurança, e com os bons relacionamentos externos para blindar os acessos.

No Para-Pedro é diferente. Comunidade quase abandonada pelo tráfico, onde virou uma filial pobre das comunidades do Acari e Amarelinho, que possui poucos fuzis na contenção diária, e com a hierarquia cheia de soldados insatisfeitos.

Sendo assim, qual a sua opinião sobre esses planos?

Poderá acontecer? Sim ou não?

Gerente do Morro do Estado (ADA) é capturado no Motel em Niterói

Ontem os Policiais efetuaram a prisão de 6 traficantes da Facção ADA dentro de um Motel, na encosta do Morro do Estado (ADA) em Niterói.

Entre eles, estava o "Gerente da Maconha" do Morro do Estado.

Segundo o depoimento dado para a policia, eles estavam de passagem no Morro do Estado (ADA) provavelmente curtindo algum evento na comunidade.

Como pernoitaram, resolveram descansar no Motel que fica nas ruas de acesso ao Morro do Estado.

Mas para o azar deles, foram surpreendidos logo cedo pela Policia.

Os outros traficantes eram oriundos do Morro dos Macacos (ADA) em Vila Isabel, na zona norte do Rio de Janeiro.

Veja a Matéria sobre a Prisão dos traficantes



A facção ADA conseguiu invadir o Morro do Estado facilmente, pois os traficantes do TCP abandonaram o morro, assim que os principais líderes foram capturados com o tempo.

Um grupo do ADA de Niterói aproveitou a fraqueza do Morro do Estado, entrou e permaneceram até hoje na comunidade.

Como não tem muitos traficantes nascidos e criados no Morro do Estado, os chefes do ADA autorizaram uma troca de plantão entre traficantes de outras comunidades filiadas ao ADA, principalmente vindo das comunidades do Rio de Janeiro. 

Na atual situação, dificilmente o Terceiro Comando Puro consegue retomar os pontos de drogas dentro do Morro do Estado.

BOPE Faz Operação e Apreende Drogas no Juramentinho (CV)

De acordo com a divulgação da página oficial do BOPE no Twitter.

Os agentes realizaram uma operação na comunidade do Juramentinho (CV) que é conhecida também pelo nome de Sem-Terra.

Foram apreendidos apenas a mercadoria do tráfico, e nenhum bandido foi pego aparentemente.

Conseguiram recolher 3.049 Pinos de Cocaína, 4.5 kg de cocaína em tablete, e o material foi encaminhado para 44ª DP.

Desfalcaram alguma boca dentro do Juramentinho.

Foto: https://twitter.com/real_bope_rj
Lembrando, quem comanda o tráfico no Juramentinho é a facção do Comando Vermelho, formado por remanescentes do tráfico no Morro do Juramento em Vicente de Carvalho, na zona norte do Rio de Janeiro.

Perderam o Juramento para a facção ADA, e tiveram que reagrupar na comunidade do Juramentinho ou Sem Terra, que faz divisa pela mata com o poderoso Complexo da Penha (CV).

Dizem que a missão para retomar o Morro do Juramento, terá como base a Favela do Juramentinho.

Pelo jeito, serão planos futuros dessa facção!


Milicianos do Jardim Novo Exibem Fuzis Para Intimidar o Comando Vermelho (Vídeo)

Para complementar o artigo anterior, sobre a quantidade de fuzis que a Milicia do Jardim Novo recebeu da Milicia de Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Vejam o vídeo dos Milicianos do Jardim Novo exibindo os fuzis, querendo intimidar o tráfico de drogas da região, que pretendem implantar uma boca de fumo no Cosme Damião, a comunidade de Realengo.

O Dor de cabeça recente do Jardim Novo são os traficantes do Comando Vermelho da Praça Seca, também localizada na zona oeste do Rio de Janeiro.

Chegaram a invadir a comunidade do Cosme Damião, ficaram por algumas horas, mas depois recuaram para a zona de mata.

De vez em quando aparecem na divisa, aplicando tiros pra cima dos soldados da Milicia.

Milicianos do Jardim Novo exibindo fuzil

Outra dor de cabeça dessa Milicia são os traficantes do ADA, que ficam na comunidade da Nogueira (ADA) bem próximo do Cosme Damião.

Anos atrás, fizeram um acordo de PAZ com os traficantes da Nogueira (ADA), onde um só não poderia pisar no território do outro, mas invasões não aconteceriam.

Será que esse acordo se desfez?

Veja o Vídeo dos Milicianos do Cosme Damião Exibindo os Fuzis



Agora fica a pergunta.

Por que precisam dessa quantidade absurda de fuzis em Cosme Damião?

Será que é somente por proteção contra as investidas do tráfico, ou então, planejam revidar o tráfico, invadindo os seus redutos na zona oeste.

Fica no ar!
loading...